Massagem íntima: o que é e como fazer? 7 Dicas!

Mulher deitada de bruços recebendo massagem íntima de mulher

A massagem íntima é uma forma de terapia que te ajuda a se conectar com a sua sexualidade e atingir níveis de relaxamento profundos, tanto físico como mental. Ela é muito relacionada à massagem tântrica, que tem como objetivo te ajudar a se conectar com a sua sexualidade profundamente, de forma que você possa atingir orgasmos mais intensos, longos e até múltiplos.

Ela pode ser feita em qualquer tipo de corpo e é muito comum acontecer em locais especializados, até mesmo com terapeutas tântricos, mas também é possível fazer uma massagem erótica na sua parceria em casa. Com técnicas simples e uso dos cosméticos eróticos certos, vocês podem ter momentos inesquecíveis de prazer sem penetração.

Quer saber mais? Então, continue comigo que eu vou te dar as melhores dicas para fazer uma massagem íntima surpreendente!

O que é a massagem íntima ou tântrica?

A massagem tântrica se baseia na filosofia do Tantra, lá de 2.500 a.C., que acredita que a energia vital dos processos biológicos, mentais e emocionais nasce na área pélvica até chegar à cabeça. A massagem tântrica busca exercitar a sensibilidade do seu corpo e da sua energia para que os orgasmos sejam cada vez mais intensos.

Há algumas massagens íntimas que, além de explorar as reações do corpo, auxiliam a fortalecer a musculatura pélvica como um todo para melhor aproveitamento dos momentos orgásticos. Legal, né? É uma terapia mesmo, pois possibilita meditação e ampliação da sua consciência e percepção corporais.

A massagem tântrica, no entanto, não é considerada uma terapia de massagem, justamente por ter técnicas, objetivos e filosofias que não correspondem à massoterapia, assim, é considerada uma terapia alternativa. Por isso, é feita por especialistas no assunto, em locais apropriados, com toda a orientação adequada.

Já uma massagem íntima, ou erótica, pode ser feita em casa com algumas técnicas simples para já começar a explorar a sensibilidade do corpo com a sua parceria. E é disso que eu vou falar agora!

7 dicas para fazer uma massagem íntima inesquecível

A massagem íntima, ou erótica, é um excelente recurso para tirar o relacionamento da rotina, pois é um momento de muita intimidade e cuidado entre você e sua parceria. Isso além de deixar a pessoa muito relaxada e excitada.

Isso acontece porque nosso corpo é muito sensível a toques, assim, quando rola uma boa massagem, liberamos ocitocina e endorfina, hormônios que promovem prazer, relaxamento e até amor – é uma sensação de bem-estar completa. Pra você garantir uma experiência surpreendente pra sua parceria, basta colocar estas técnicas em prática:

1- Deixe o ambiente relaxante

O espaço onde a massagem vai acontecer precisa ser relaxante para ajudar o processo. De nada adianta estar fazendo uma massagem enquanto passa o Jornal Nacional na TV, por exemplo, né? Então, tente deixar todos os outros sentidos mais suaves para que o tato fique aguçado.

Para isso, primeiro, deixe a luz bem baixa, como luz de velas, pra não cansar a vista. Aproveite a ideia da iluminação e use velas aromáticas para deixar um cheirinho gostoso e relaxante no espaço. Há opções de velas próprias para massagem que você já pode aproveitar na hora de “colocar a mão na massa”.

Um som ambiente também é muito bem-vindo. Deixe o volume agradável, de forma que não chame mais atenção que os estímulos do toque. Vale escolher músicas lentas e mais eróticas já que o intuito é uma massagem íntima.

Outro ponto extremamente importante é que o espaço onde vão fazer essa massagem seja íntimo, confortável e onde vocês se sintam à vontade para isso. De nada adianta criar toda a ambientalização se vocês não estiverem confortáveis no local, seja pelo tamanho, sua configuração ou pela falta de intimidade.

2- Use óleos corporais com aroma

Para uma boa massagem, os óleos corporais são indispensáveis. Sim, indico os óleos acima de um hidratante porque este produto é mais facilmente absorvido pela pele, assim, você teria que ficar reaplicando durante a sessão. O óleo já não é absorvido rapidamente, desse modo, as mãos vão continuar deslizando facilmente.

Existem diversas opções de óleos para massagem erótica, você pode escolher de acordo com a marca que mais gosta, o valor, a composição e até o aroma. Aliás, o aroma é um aspecto muito importante, como comentei, o cheiro pode ajudar no relaxamento. Vale a pena conversar com a pessoa pra entender se ela prefere cheiros mais doces, amadeirados e assim por diante.

As velas de massagem que citei anteriormente liberam um óleo quando acesas, justamente para ser usado no corpo. Elas são interessantes porque o óleo está mais aquecido de forma que ajude a relaxar sem queimar. É uma experiência completa por si só!

3- Comece pelas costas para relaxar

Peça para sua parceria deitar de bruços, com a barriga para baixo, deixando todo o corpo relaxado. Com as mãos prontas com óleo, comece a massagem íntima pelas costas – não se preocupe, você vai passear pelo corpo todo. Essa região tende a ser uma das mais tensas no dia a dia, também onde a maioria das pessoas tem dores.

É normal massagear e sentir “nozinhos”, que são os pontos de tensão. Faça movimentos circulares em pequena amplitude, alternando a pressão. Geralmente, onde tem os nozinhos precisamos de mais pressão, mas vale a pena testar e ver como sua parceria responde à intensidade do toque. Depois amplie os movimentos, passeando e estimulando toda a área.

4 – Massageia braços e pernas com delicadeza

Os braços podem ser o próximo passo, já que você começou pelas costas. Aperte suavemente os membros, soltando em seguida, como se fosse só segurá-los rapidamente. Não se esqueça das mãos, elas também merecem esse toque. Explore diferentes intensidades – até usar a ponta dos dedos ou as unhas é bem-vindo, pode causar arrepios.

Depois, é hora de partir para as pernas, mas, no meio do caminho, tem uma bunda, né? Ela também pode ser massageada com delicadeza e movimentos circulares. Descendo mais, a panturrilha e atrás dos joelho são regiões muito boas para massagear e ajudar a pessoa a relaxar, sem falar dos pés.

Nos membros, é muito gostoso usar algum tipo de massageador, mesmo que numa potência mais leve, pois ajuda a relaxar muito. Pra otimizar o processo, um vibrador varinha mágica é super bem-vindo. Esse toy, além da sua entrega de estímulos clitorianos incríveis, pode se sair bem na massagem e você otimiza seu brinquedinho!

5- Explore a frente do corpo

Depois de passear por toda a parte de trás, peça para sua parceria se virar de barriga para cima, respeitando o tempo dela que, por estar relaxada, pode fazer os movimentos mais lentamente.

Na frente, faça massagem no pescoço, nos ombros, nos braços, a área do peito também pode ser estimulada, mas tenha cuidado com a sensibilidade. Tente não focar apenas em zonas erógenas óbvias, como os seios, o corpo todo pode ser estimulado e esse momento pode ser cheio de descobertas pra você e para sua parceria.

Nas pernas, as coxas são a área mais gostosa para receber uma massagem, então, tome um tempo por ali. Explore toques próximos à virilha, mas sem chegar na vulva ou no pênis em si. Essa sugestão de toque, de preferência suave e leve, já é um baita estímulo excitante.

Até aqui, você pode ter gastado em torno de 30 minutos à vontade. Não tenha pressa de passear pelo corpo da sua parceria, pois a entrega que você faz nesse momento é essencial para criar mais proximidade e intimidade entre vocês.

6- Massageie a área íntima

Chegou a hora de estimular a vulva ou o pênis da sua parceria. Nesse momento, é muito importante prestar atenção às reações que a pessoa tem a cada toque para entender se ela está afim ou não desse processo. Uma vez que ela queira, é hora de colocar as mãos e até a boca para trabalhar.

No caso da massagem nas vulvas, dedique-se bastante ao estímulo clitoriano. É o clitóris que tem milhares de terminações nervosas e pode promover sensações indescritíveis. Assim, não se atenha apenas à glande, aquela partezinha que conseguimos ver, estimule toda a vulva para massagear as partes internas do clitóris.

Ainda, faça movimentos suaves, em círculos ou vai e vem, em volta da glande. Na hora do oral, a sucção suave é  uma excelente pedida por ajudar a deixar o clitóris mais evidente. Eu tenho um conteúdo completo sobre como fazer oral em vulvas que pode te ajudar se tiver dúvidas!

Agora, se sua parceria tem pênis, a área mais sensível é a glande também, então, explore-a. Não faça movimentos bruscos nem rápidos, a ideia é massagear mesmo. Então, trabalhe bem a glande e, periodicamente, o corpo do pênis, até a base. Se você souber como fazer uma boa masturbação peniana, já será um processo mais fácil.

7- Escolham qual será o próximo passo

A massagem íntima pode funcionar de diferentes formas na relação. Ela pode ser parte das preliminares, assim, depois de todo esse processo, que leva cerca de uns 45 minutos pelo menos, vocês podem se empolgar e querer partir pra outras práticas sexuais.

Mas também pode ser algo que tem fim em si mesma, dessa forma, você pode levar a sua parceria ao orgasmo quando chegar à área íntima – o segredo é não ter pressa, usar bem os dedos e um bom lubrificante, além da boca.

E outra possibilidade é trocar os papéis, ou seja, você receber essa massagem incrível. Seja massageando ou recebendo a massagem, o processo como um todo é bastante excitante, especialmente quando as duas pessoas estão entregues a ele.

Aproveite todo esse momento de conexão para trocar carícias, beijar a parceria, cheirar o corpo dela e assim por diante, aumentando a intimidade entre vocês.

Para fazer uma massagem íntima ainda melhor direcionada, vale a pena conferir este conteúdo completo: Zonas erógenas: como ter prazer dos pés à cabeça. Te espero por lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.