Você sabe como estimular o clitóris? Vem que a Nat te explica!

Estimularclitorisatt1 você sabe como estimular o clitóris? Vem que a nat te explica!

O clitóris, esse misterioso (e difícil de ser encontrado) botãozinho da excitação, é sempre motivo de discussão na mesa de bar ou em conversas com as amigas. Afinal, ele é um órgão que potencializa a experiência orgástica.

De acordo com uma pesquisa¹ realizada pela Faculdade de Medicina e Saúde Pública de Indiana, nos EUA, enquanto 18% das mulheres já tiveram orgasmos com a penetração vaginal, o número aumenta pra 73% quando o clitóris é o foco da incitação.

O prazer é sentido por cada pessoa de maneira muito subjetiva e tudo bem ter preferência por um ou outro tipo de estímulo. Mas, no post de hoje, eu vou te dar 9 dicas imperdíveis para você aprender a estimular todo o clitóris, seja solo ou com companhia.

Então, agarre os seus sex toys, prepare os seus dedos e me acompanhe nessa viagem cheia de prazer! Continue a leitura!

1. Conheça a anatomia do clitóris

Se você que não tem muita familiaridade com a estrutura e onde fica o clitóris, aqui vai um aviso: ele não é somente aquela bolinha na ponta. Na verdade, ele tem uma anatomia bastante semelhante ao pênis, porém, ele fica quase inteiramente protegido pelos grandes lábios e púbis.

Estimularclitorisatt2 você sabe como estimular o clitóris? Vem que a nat te explica!

Pra se ter uma ideia, a parte visível do clitóris tem até 1 cm, enquanto o resto do seu corpo, que fica escondido, pode chegar aos 10 cm. A consciência do seu corpo e das zonas erógenas vaginais podem influenciar como o orgasmo é sentido.

Estudos² sobre sexualidade mostram que as mulheres lésbicas têm mais orgasmos em relação às mulheres hétero (74,7% contra 61,1%). Muito dessa satisfação sexual se dá por conhecer melhor o próprio corpo e o da parceira, além de aprender os estímulos certos para cada uma.

2. Antes de começar… Deixe os lubs a postos!

Naturalmente, a vulva e o clitóris não produzem lubrificação, então, para estimulá-lo, a gente vai precisar facilitar o deslizamento dos dedos ou brinquedos sexuais. Para esse momento, você pode usar géis sensoriais, tipos aqueles que esquentam, esfriam ou deixam um efeito de choquezinho.

Aproveite o momento para testar o Dona Coelha Escorrega, com composição natural, a base de água e suuuper deslizante. Aaaah, ele também é liberado para usar com preservativos e sex toys. Vale a pena conhecer!

Os lubrificantes íntimos a base de água são ótimas opções pra masturbação ou acompanhar seu toys, por permitir mais conforto e suavidade no uso.

3. Explore todas as regiões

Como você agora sabe, o clitóris não é apenas o sininho que fica exposto na parte superior da vulva. A maioria da sua estrutura fica embaixo da pélvis e continua sendo muito sensível ao toque.

Por isso, independentemente se você for se estimular com os dedos, vibrador ou no oral, explore todas as regiões externas e internas para aproveitar todo o prazer que esse precioso órgão pode te dar!

4. Estimule o clitóris com os dedos

Com a ponta dos dedos, aplique uma leve pressão na glande do clitóris. Toque, pressione e friccione suavemente. Faça movimentos circulares, de vai e vem de cima pra baixo ou de um lado pro outro. Mantenha a velocidade e a pressão que achar mais gostoso e confortável.

Depois de encontrar o ritmo mais prazeroso, vale dar uma de DJ. Com três ou quatro dedos, mantenha o seu comprimento em contato com a vulva e mantenha a constância do movimento, pra estimular a parte interna do clitóris também.

A masturbação com os dedos depende muito de fricção com a vulva, por isso os lubrificantes íntimos serão fundamentais nisso tudo! Ela pode ser feita em brincadeiras individuais ou com a sua parceria, assim você esquenta os motores pro o sexo.

5. Estimule com sugadores de clitóris

Os sugadores, na verdade, não sugam, mas fazem o ar se circular em um bocal, gerando ondas que proporcionam o prazer a cabecinha do clitóris. Eles são fantásticos pra quem busca orgasmo clitoriano porque ele te faz chegar ao clímax em poucos minutos!

Estimularclitorisatt3 você sabe como estimular o clitóris? Vem que a nat te explica!

É pá-pum! É só encaixar o bocal, escolher a velocidade da pulsação que você mais goste e curtir a experiência. Existem diversos modelos para você escolher, como os portáteis, 2 em 1 ou com modos de sucção diferenciados, como o Dona Coelha Sussu, que entrega um efeito “tapping”, como se fossem batidinhas no clitóris. Não é demais?

Se você ainda não sabe muito bem como esse toy funciona ou como usar, eu fiz um post mega completo sobre ele, com 5 dicas para explorar o sugador de clitóris! Vem conferir!

6. Estimule com a língua

O oral é uma das melhores formas de estimular o clitóris, já que os lábios e a língua são macios, molhadinhos e têm uma temperatura agradável. Você pode usar e abusar de gelo e géis com sabores ou sensações pra proporcionar um prazer ainda mais intenso.

Faça pressões suaves e movimentos circulares em toda a região da vulva. A língua não pode ficar firme, precisa está maleável para o toque ser leve, já que a região é bem sensível.

Estimule todo o comprimento da glande clitoriana e dê chupões beeeem suaves na pérola do clitóris. Deixe as mordidinhas para outras regiões e foque em movimentos leves, na pressão e velocidade que mais agrade a sua parceria.

Que tal sair da rotina e testar novas formas de chupar a sua dupla? Eu fiz uma seleção das 9 melhores posições pro sexo oral que vão deixar a região do clitóris super exposta pra um estímulo muito mais gostoso.

7. Varie nas posições sexuais

Para unir o útil ao agradável, o clitóris também pode ser estimulado durante a transa! Existem algumas posições que facilitam a fricção do botãozinho enquanto rola a penetração, enquanto outras fazem com que o pênis atinja o ponto G.

No guia definitivo que fiz sobre posições sexuais, tem muitas dicas de posturas perfeitas para combinar com a penetração. Além disso, em qualquer uma delas rola usar anéis penianos, viu? Eles são babadeiros e ajudam a retardar a ejaculação pro sexo ser mais duradouro e prazeroso pra vocês dois! ❤

BÔNUS: Descubra o ponto G

Um dos mistérios da humanidade, o ponto G até existe, mas não da forma que muitos imaginam, Ele faz parte da anatomia do clitóris, sendo uma terminação “escondida” na superior interna da vagina. Ele pode ser encontrado com os dedos ou estimulado com vibradores levemente curvados.

É uma região de sensibilidade que pode variar de pessoa pra pessoa. Enquanto pra algumas, esse pode ser um ponto de muito prazer, pra outras pode não receber estímulos notáveis.

Pra tentar achar esse local com os dedos, introduza com a palma virada pra cima e, com o indicador e dedo médio, faça um movimento de “vem cá”. Parabéns! Você achou essa mina de ouro do prazer feminino. Controle a velocidade, o ritmo e a pressão na região e aproveite!

Se você vai apostar em vibradores, os modelos desenvolvidas especificamente para esse ponto são os melhores: golfinho, rabbit e G-Spot. Mas, você também pode se divertir com o bullet e alguns designs de varinha mágica e testar todas as possibilidades.

Vem dar uma olhada no post sobre como escolher vibrador para o ponto G pra se divertir em momentos de tédio (e tesão)!

Continue navegando pelo blog da Dona Coelha e não deixe de conferir outros posts com dicas de sexo, saúde sexual e relacionamento. ✨💖

Até a próxima! 🐰

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

[1] HERBENICK, Debby; FU, Tsung-Chieh Jane; ARTER, Jennifer; et al. Women’s experiences with genital touching, sexual pleasure, and orgasm: results from a U.S. probability sample of women ages 18 to 94. Journal Of Sex & Marital Therapy, [s. l], p. 201-212. 17 fev. 2018. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28678639/. Acesso em: 06 dez. 2023.

[2] CERQUEIRA, Lara Carvalho; PRADO, Ana Luisa Lisboa; FONTES, Gabriela Queiroz; et al. Satisfação sexual em mulheres com diferentes sexualidades. Conjecturas, [s. l], v. 21, n. 3, p. 807-813, 01 set. 2021. Trimestral. Disponível em: https://conjecturas.org/index.php/edicoes/article/view/1707/1256. Acesso em: 06 dez. 2023.

CARNEIRO, Márcia Raquel Brandão. Satisfação sexual e relacional em mulheres que experienciam orgasmos múltiplos. 2017. 67 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Psicologia, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação – Universidade do Porto, Porto, 2017. Disponível em: https://hdl.handle.net/10216/108357. Acesso em: 06 dez. 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.