Masturbação feminina: um guia pro prazer máximo!

Muitos homens cis ficariam impressionados se soubessem como a masturbação feminina acontece com muito mais frequência do que eles imaginam, e tá tudo bem. Na verdade, ainda temos muitos preconceitos pra quebrar e muito prazer pra alcançar com esse hábito que vai além da necessidade sexual.

Afinal, a masturbação é um momento de autoconhecimento saudável e importante pro nosso bem-estar, e, quando digo “nosso”, deixar claro que estou me referindo a todas as pessoas com vulva, tá? Todas merecem ter prazer!

Continue lendo que vamos desbravar todos os segredos e detalhes dessa prática que, com certeza, deveria estar mais presente no nosso dia a dia.

Por que problematizam tanto a masturbação feminina?

O toque pessoal melhora o funcionamento de todo o organismo e gera uma fonte de prazer inesgotável, responsável por comportamentos como o bom humor e o equilíbrio emocional.

Mas, se a masturbação é algo tão prazeroso e benéfico, por que causa tanta polêmica e tem que ser falada em voz baixa, principalmente quando falamos em masturbação feminina? A nossa cultura tem 100% de culpa nisso.

O direito à masturbação é um tema de discussão feminista muito importante, porque, desde pequenos, os homens são incentivados a explorar sua sexualidade. Já as meninas são proibidas de se tocar e de conhecer seu próprio corpo.

As mulheres cis sofrem uma pressão muito grande por uma cultura que vem sendo construída desde a época dos poetas gregos, em que a castidade e pureza feminina era o auge na arte e também o sonho do patriarcado. É claro que instituições religiosas, produções literárias e, recentemente, a mídia moderna só reforçaram tudo isso.

Infelizmente, ainda há toda uma comunidade LGBTQIA+ que engloba muitas outras pessoas com vulva que também sofrem com essa realidade. Felizmente, o cenário já vem mudando graças a uma atitude empoderada e que vai de cara com essa cultura. Isso é o que eu chamo de fazer com as próprias mãos!

Não tem problema se masturbar, pelo contrário!

Grande parte das mulheres não possui liberdade suficiente pra se tocar devido aos fatores que já venho comentando. E é justamente isso que faz com que a masturbação feminina seja tão esporádica.

Você acredita que cerca de 46% das mulheres se masturbam apenas uma vez por mês? Essa é a realidade de muitas segundo uma pesquisa realizada pelo aplicativo HappyPlayTime dedicado a ensinar a masturbação feminina.

A faixa etária que abrange o sexo feminino de 27 a 46 anos é a que mais sente culpa após praticar o ato de prazer, e algumas chegam, inclusive, a pensar que a masturbação, em si, é um ato pecaminoso!

Podemos agradecer ao machismo, uma cultura que romantiza a sexualidade feminina e só é liberal quando o assunto é economia. A masturbação feminina ainda é um dos tabus sexuais. É bem comum que alguns limites e barreiras invisíveis dificultem que o prazer seja alcançado. Infelizmente, é difícil encontrar alguém que aprendeu na sua educação sexual que se tocar é uma coisa boa.

Quem tem vulva merece sentir prazer, atingir o orgasmo, suar frio e ficar arrepiada de prazer. Nós merecemos, sim, nos sentir completas! Pra alcançar tudo isso, precisamos derrubar essas ideias que atrapalham o entendimento da nossa sexualidade de uma vez por todas.

Lembre-se: a masturbação é um processo natural, então se solte e pratique sem medo nem preconceito!

Curiosidades sobre a masturbação que você precisa saber

Em homenagem a essa revolução sexual, que tal conhecer curiosidades sobre essa prática que te ajuda a amar a si e ter ótimos momentos de prazer solo? Separei 5 que talvez você não saiba, olha só:

1. Pessoas com vulva se masturbam sim, e muito!

Sabe quantas vezes uma mulher cis se masturba em uma semana? Cerca de 60% das mulheres se masturbam de 2 a 3 vezes durante a semana. E em torno de 10% se masturbam todos os dias. Não sei se você achou muito ou pouco, mas foi bem mais do que eu imaginava, e isso é ótimo!

2. Masturbação ajuda com as cólicas menstruais

É isso mesmo que você leu, os hormônios de bem-estar liberados durante a masturbação são benéficos e podem ajudar a aliviar a dor das cólicas. Fica a dica pra aqueles dias!

3. Se masturbar é uma tática pra dormir mais cedo

Nem sempre a masturbação é realizada com uma única finalidade de ter prazer. Você sabia que cerca de 32% das mulheres cis se masturbam porque isso ajuda a pegar no sono?

Esse é apenas um dos benefícios que o orgasmo traz pras pessoas com vulva. Qualidade de sono é tudo, mas ainda tem outras vantagens nessa prática que você pode conferir aqui no blog!

4. Quase metade das mulheres cis preferem a masturbação ao sexo

Essa é uma verdade que não posso negar. Faça você mesmo e do jeito que deseja!

Segundo uma pesquisa, 41% das mulheres cis disseram que apreciam mais a masturbação do que o sexo. Isso é a mulher tomando controle da sua sexualidade!

Nada contra os homens, mas a masturbação (ainda mais se for com um bom vibrador) é um orgasmo certo. Já não podemos falar a mesma coisa do sexo a dois, principalmente se a parceria não dá atenção às necessidades da pessoa com vulva, o que acontece muito em relações heterossexuais.

5. Os sex toys podem ser mais úteis do que você pensa

Pois é, esses brinquedinhos podem te ajudar a obter prazer antes mesmo de chegar na vulva. Sabe como? Experimente ir passando seu sex toy pelo corpo e se deixe levar pelas sensações, aí é só ir descendo até chegar no local do êxtase. O passo a passo com mais dicas pra uma masturbação perfeita está logo a seguir!

Passo a passo da masturbação feminina

Passo a passo de como se masturbar

Saber como se masturbar pode ser uma dificuldade pra muitas, por isso, preparei um passo a passo bem didático. Mas, se você sentir que não precisa seguir as primeiras etapas, pode ficar à vontade pra pular, já que elas são mais direcionadas a quem nunca tentou de fato.

Vale a pena ressaltar que a masturbação feminina fica potencializada com o uso de vibradores, aumentando, assim, o tesão e o desejo — fatores indispensáveis na hora de se fazer sexo solo! Inclusive, temos um guia completo de vibradores aqui no blog, que também conta com opções pensadas especialmente pra iniciantes, viu?

Agora, vamos às dicas do nosso passo a passo:

1. Perca a vergonha

Sentir vergonha de si mesma e de tocar em seu corpo é um grande empecilho pra quem busca atingir o orgasmo, tanto na masturbação quanto com um uma parceria. Perder a timidez é importante se você quiser chegar no máximo de prazer!

Você já experimentou se olhar na hora do banho, olhar no espelho, tocar o corpo e sentir cada parte?

Apesar de parecer algo bobo, como sexóloga, posso afirmar que esse primeiro passo é essencial pra que você se liberte dos velhos paradigmas e regras impostas indevidamente pela sociedade.

Além disso, esse ato contribui com a perda da timidez, aumentando a liberdade e a interação entre a mulher e o seu próprio corpo, algo essencial quando o assunto é sexo.

Lembrando que isso pode levar um tempo, pode não ser na primeira vez que esse sentimento de liberdade chegue. Tudo depende do “pudor” que já foi construído em você. Dependendo dele, o momento pode ser recheado de outros sentimentos, como vergonha, medo e culpa.

2. Conheça o seu corpo

Ainda nua e em frente a um espelho, observe cada curva do seu corpo e perceba quais são os pontos que mais lhe agradam ou desagradam. Não se preocupe, todas as pessoas têm aquelas partes no corpo das quais gostam menos.

Olhe-se por todos os ângulos, procure entender o que você tem de melhor e potencialize esses pontos. Comece a deslizar suas mãos suavemente pelo rosto, pescoço e braços e não se esqueça de perceber o que esses toques lhe causam: arrepio? Desejo? Vontade de explorar mais?

Mude o visual: coloque aquela peça que faz você desejar a si mesma! O autoconhecimento sobre o próprio corpo é um passo importante em direção ao prazer máximo, e aquelas peças especiais podem ajudar bastante a dar o UP que nossa autoestima precisa.

Ah, lembre-se também de olhar pras partes que não gosta e entender o porquê não gosta. Os sentimentos que você tem em relação a isso podem te ajudar a identificar quando as visões e pressões externas estão impactando!

3. Comece a explorar sua sexualidade

O corpo possui muitos pontos que despertam o tesão e, antes de ir direto no mais comum, explore os demais e descubra o que te dá prazer.

Se essa busca te causar algum tipo de constrangimento, procure entender em que há vergonha e por quê. Você ainda sente vergonha pelos paradigmas e imposições sociais? Alguém lhe disse que fazer isso não é correto?

Quanto mais cedo entendemos de onde vem essa vergonha, mais depressa poderemos nos livrar dela pra curtir nosso momento de prazer! Inclusive, existem alguns fatos sobre a masturbação das pessoas com vulva que são importantes para sua jornada de desconstrução. Vale super a pena conferir!

4. Crie um ambiente relaxante e que te agrade

Criar um clima especial pode te ajudar a diminuir essa vergonha. Uma das técnicas que eu mais recomendo é seguir este passo a passo:

  • Tranque a porta, assim você não será interrompida ou pega no flagra;
  • Desligue todas as distrações como a TV ou celular;
  • Use velas pra criar um clima envolvente;
  • Coloque aquela playlist que te ajuda a relaxar;
  • Tome um banho demorado bem relaxante;
  • Passe hidratante no corpo sem pressa;
  • Deite na cama confortavelmente;
  • Comece a se tocar (iniciando pelos seios, barriga, coxas, etc);
  • Com medo de quem alguém te ouça? Deixe a música um pouco mais alta ou escolha um vibrador silencioso;
  • Se você tiver com medo de fazer sujeira – acontece! – coloque uma toalha embaixo de você.

Siga o seu ritmo, mas não desista. Pratique esse toque pessoal por dias, se necessário, e só passe pra o próximo passo quando você realmente estiver à vontade com o processo. Não tenho medo de dizer que vai valer a pena.

5. Conheça sua região genital

Dicas de como se masturbar

Encontre um lugar calmo, em que você não será interrompida e use um espelho pequeno entre as pernas. Vamos começar uma verdadeira caravana de exploração.

Existem diferentes tipos de vulva com muitos pontos pra serem desbravados. Não tenha medo de conhecer uma parte tão importante do seu corpo e tão fundamental na busca do prazer!

6. Entenda o que te leva ao orgasmo

Se estiver confortável, comece a tocar suas regiões erógenas, experimentando todas as possibilidades de alcançar o prazer. Coloque mais pressão e mais velocidade enquanto alterna com movimentos leves e suaves.

Você também pode começar pelo básico: o estímulo do clitóris. Já contei todos os segredos para explorar essa região do prazer aqui no blog. Saber o jeito certo de fazer é muito importante nessa etapa de descoberta.

Você já sabe o que mais te dá prazer? Mesmo que a resposta seja positiva, vale ressaltar a importância de sempre testar novas posições, brinquedos e lugares.

Caso deseje ser mais ousada, que tal partir para as poderosas dedadas? Elas fazem milagres na hora do prazer, e também já comentei tudo sobre como fazer isso da melhor forma. Nem preciso indicar a leitura, né?

Experimente incrementar a masturbação com contos eróticos, fantasias, histórias e apostas em coisas diferentes. É importante sempre inovar! Se você tem uma parceria, sugira uma transa por telefone ou por mensagem. Isso, com certeza, pode te deixar cheia de vontade para explorar mais e mais.

A prática da masturbação na frente da parceria também incitará um sexo diferente entre o casal, vale tentar. Inclusive, saber o que te dá prazer durante a masturbação da vulva pode deixar o momento com a parceria ainda melhor. Não tenha medo de ir dando direcionamentos pra que o clima fique ainda mais quente!

E não acaba por aqui não, viu? A busca por orgasmos intensos na masturbação feminina ainda tem mais alguns segredinhos que você precisa saber. Acesse o post com dicas pra esse momento de prazer e vamos continuar nossa conversa.

Te espero lá!

7 comentários sobre “Masturbação feminina: um guia pro prazer máximo!

  1. Janaína disse:

    Nunca me toquei na vida nunca senti um orgasmo , mas faço as pernas cruzadas com bastante força imagino uma história q me dá prazer e começo a cruzar as pernas uma na outra e sinto uma coisa muito gostoso mas depôs sinto q faz uma dores abdominal e dores na batata da perna mas queria muito sentir um orgasmo sou casada desde meus 18 anos tenho 33 anos

    • Lara da Dona Coelha disse:

      Oi, Janaína! Obrigada por compartilhar com a gente! É possível que essas dores seja por ficar muito tempo tentando se estimular da forma que explicou, a demora pode desgastar os músculos. Pelos seus relatos, essa coisa gostosa vem do estímulo clitoriano, então, tente explorá-lo mais. Você pode se tocar sozinha, usando as mãos, ou usar um vibrador próprio para o clitóris como os bullets – eles são incríveis e ajudam muito. Se achar que rola, pode levá-lo pro momento a dois com sua parceria e deixar ela usar em você, vai apimentar as coisas. Aqui temos um post com dicas práticas sobre como estimular o clitóris, ele pode te ajudar <3

  2. Edson disse:

    O sexo anal que eu e minha esposa fazemos ocorreu por acaso, na posição papai& mamãe, ela possui muita secreção vaginal, no clímax do prazer houve a penetração anal, aí quando percebemos estava rolando o sexo anal, o que me deixou maravilhado foi o abraço das suas pernas forçando mais penetração que resultou em orgasmo conjunto…
    Amo essa mulher, teria de inventa-la se não existisse.

    • Amigo disse:

      Já fui penetrado em pé no momento do orgasmo prostatico. Já estava dilatado o esfincter e o cara quis evitar que escorresse para fora! Glande dele entrou exposta para se banhar!

  3. Ágata disse:

    Adorei o post,super valido mas quem nunca se masturbou antes (será que existe ???) e quer começar agora,uma boa dica é comprar um vibrador “hitachi” ou varinha mágica e colocar por 3 minutos sobre o “clit” e lhe apresento um dos melhores orgasmos da sua vida…

    • Dona Coelha disse:

      Com certeza Ágata, concordo, os vibradores Hitachi magic wand são alguns dos melhores vibradores para estimulação clitoriana. São o modelo mais potente que conheço, orgasmos intensos e sempre certos :)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.