Menopausa e prazer sexual: Tudo o que você precisa saber!

Mulher fazendo coração com as mãos em fundo azul

Você pode até ter estranhado o título já que menopausa e prazer sexual, em uma mesma frase, é novidade para muita gente. É muito comum que essas palavras sejam vistas como opostas, já que após os 50 anos tantas mudanças hormonais acontecem, especialmente se falarmos em libido.

Pois bem, saiba que é possível sim manter-se ativa mesmo com todas as mudanças hormonais que são tão comuns nesta fase da vida da mulher. A menopausa não é uma doença! Apesar de preocupar e, em alguns casos, diminuir o apetite sexual e a qualidade de vida da pessoa, ela faz parte do ciclo natural do sexo feminino, algo que mais cedo ou mais tarde todas nós iremos enfrentar.

A boa notícia é que hoje em dia, com todos os avanços em estudos e tecnologias, já podemos enfrentar a menopausa de um jeito muito mais leve e até mesmo prazeroso. E esse é tema da nossa conversa de hoje.

Quer saber como enfrentar a menopausa sem deixar o prazer sexual de lado na sua rotina? Continue a leitura e veja como isso é possível!

Afinal, o que é a Menopausa?

Como já foi citado, a menopausa não é uma doença, e sim um processo natural do corpo das pessoas que menstruam. Vale lembrar que “menopausa”, conforme o dicionário, é a interrupção dos ciclos menstruais de pessoas que tem – geralmente – entre 45 e 55 anos.

Imagem com a sexóloga nat explicando sobre a menopausa

Esse fatopromove alterações hormonais, com impacto em diferentes funções e intensidades no corpo e no humor. Para alguns de nós a menopausa chega mais cedo, enquanto para outros pode chegar mais tarde. Afinal de contas, somos pessoas singulares com particularidades em nosso organismo.

O que muda no corpo depois dos 50 anos?

O período que sucede a menopausa é marcado pela queda gradual dos hormônios no corpo, até que a produção desses compostos cesse por completo. No momento em que a produção de progesterona e estrogênio deixa de existir, e o indivíduo para de menstruar, é decretada a menopausa. A partir disso, muitas mudanças começam a se manifestar no organismo.

Essa é a famosa fase em que ocorrem os famosos “calorões”, que são basicamente picos de calor e suor, especialmente à noite. Além disso, a pele e as unhas podem adotar um aspecto mais ressecado, assim como os cabelos tendem a cair. Confira na sequência os principais sintomas que vão te ajudar a identificar a chegada dessa fase.

Quais são os principais sintomas da menopausa?

Os sintomas da menopausa são diferentes de acordo com cada organismo. Algumas pessoas precisam, inclusive, passar por tratamentos para manter uma boa qualidade de vida. A reposição hormonal é um exemplo, mas só deve ser feita com o acompanhamento de um especialista no assunto.

O principal e mais evidente sintoma da menopausa é a ausência da menstruação. Fora isso, alguns outros sinais podem vir a acontecer, sendo eles:

  • depressão em casos mais sérios;
  • diminuição do apetite sexual;
  • insônia constante;
  • ondas de calor em diferentes intensidades;
  • ressecamento vaginal;
  • suores noturnos.

Cada sintoma pode ser sentido de modo leve, moderado ou intenso. Sua avaliação pessoal, sobre como está enfrentando cada um desses problemas, determinará se é ou não melhor fazer o acompanhamento com remédios.

É possível ter prazer sexual nessa fase da vida?

Menopausa e prazer sexual não são inimigos – como muita gente acredita. Dessa forma, é importante frisar que sim, é perfeitamente possível ter tesão, apetite e orgasmo nesta fase.

Nat, sexóloga, fazendo coração com as mãos

Apesar de muitos sofrerem com a diminuição do desejo sexual, isso não significa que você precisa abrir mão da sua vida sexual. Uma vez que o desejo é estimulado e o tratamento é realizado de maneira correta, somos totalmente capazes de usufruir de uma incrível performance na hora H.

Mas como fazer isso? A Dona Coelha te ajuda! Veja na sequência algumas dicas práticas que preparamos para que você saiba como ter desejo na menopausa e consiga estimular o apetite sexual de forma simples!

5 dicas para aumentar o prazer sexual na menopausa

Você tem sentido prazer ultimamente? Está plenamente satisfeita com o que o seu corpo tem lhe proporcionado ou sente que precisa e quer mais?

Independentemente de qual for a sua resposta, veja a seguir 5 dicas que vão lhe ajudar a aumentar o prazer sozinha ou com a sua parceria:

1.Cuide mais de você

A autoestima é o pontapé inicial do prazer. Você precisa estar confortável com você mesma e com o seu corpo para melhorar o seu apetite sexual. Por isso, cuide-se!

Faça exercícios físicos, invista em uma alimentação saudável, hidrate a pele, tome um banho de loja quando sentir necessidade. Vale tudo! Cada cuidado é como um toque que prepara o seu corpo para o momento do prazer, não importa a idade: precisamos gostar de nós mesmos.

2. Desfrute do seu dia a dia

Desfrute bem do seu banho e deixe as preocupações para outro momento. Transforme coisas simples da sua rotina em grandes experiências de prazer. Mude a perspectiva, saia da sua zona de conforto e aproveite as pequenas coisas!

Você pode, por exemplo, experimentar e ousar ao investir em um visual que te faça sentir mais atraente e, assim, se deliciar com os novos olhares que receberá. Afinal de contas, é muito bom apreciar os elogios vindo de outras pessoas – contanto que eles sejam feitos com respeito e empatia às nossas singularidades.

3. Pense em sexo!

Sim, é isso mesmo que você leu: Pense em sexo! Esse ponto é muito importante. Crie fantasias sexuaisdesperte o desejo que está aí dentro com pensamentos ousados, pois assim se sentirá mais preparada e propensa ao prazer.

E, por favor, não tenha limite nem timidez na hora de pensar. Estimule a sua imaginação, visto que isso também irá mexer com outras partes do seu corpo e apimentar momentos de prazer.

4. Pratique voos solo ou em parceria

O sexo à dois é muito bom, mas não se esqueça que esse não é o único tipo de prazer sexual que você pode ter. Conhecer o seu corpo é a base da plena satisfação, e para isso você precisa se tocar, descobrir suas preferências e o modo desejado de receber estímulos.

Praticar a masturbação feminina é uma das formas de entender quais são os pontos mais delicados no momento de curtir os momentos em companhia. Não importa a idade, nos conhecer é fundamental para que possamos amar cada partezinha do nosso corpo. Toque-se, identifique quais são as regiões que respondem com mais agilidade à carícia e, assim, tenha abertura para falar sobre isso com a parceria na hora H.

5. Visite um sex shop

Para estimular ainda mais o desejo, nada melhor do que visitar um sex shop para conhecer produtos eróticos e brinquedos sexuais, que podem lhe ajudar a atingir o orgasmo mesmo na menopausa.

Hoje, inclusive, esta visita pode ser virtual e totalmente anônima, ideal para quem gosta de discrição! As compras são seguras e chegam em embalagens super discretas, como acontece quando fazemos um pedido na Dona Coelha. Ficou interessado? Então, recomendamos que você dê uma olhadinha nos vibradores do site, e deixe sua imaginação te guiar.

Por hoje ficamos por aqui, mas te encontramos lá no e-commerce, viu? Aproveite e compartilhe o conteúdo em suas redes sociais, é bem provável que outras pessoas do seu círculo social estejam passando por um período como esse. As dúvidas são comuns, mas podem ser respondidas por meio de um conteúdo completo como o nosso.

3 comentários sobre “Menopausa e prazer sexual: Tudo o que você precisa saber!

  1. Patrícia S. disse:

    Muito joia os textos que publicas! E, pra mim a menopausa veio mais cedo, acompanhada de um divórcio, mas … também, com maior auto conhecimento do meu corpo e prazer. Ou seja, somos sim muito singulares e normalizar nosso ciclo natural de vida é relevante. Sem stress, sem vergonhas, sem necessidade de fingimentos. Eu estou sempre reaprendendo a me sentir bonita e valorizar o meu prazer. Obrigada pelas dicas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.