Desenho com várias pessoas se abraçando umas com roupas e outras nu

Tipos de relacionamento: descubra quais são as possibilidades!

Num mundo tão plural, há diversos tipos de relacionamentos, até porque cada pessoa é diferente, assim como as relações! Desde a monogamia passando pelo poliamor, saiba como cada um é e em deles o seu se enquadra.

Já vamos deixar claro que nenhum é melhor ou maior do que o outro. Amar e se relacionar com alguém é como chupar sorvete, tem gente que gosta apenas de um sabor, outros preferem mais de um e alguns nem gostam de sorvete.

Desde a monogamia, até os relacionamentos assexuais, as formas de se conectar com pessoas se dividem e se complementam. Das possibilidades que existem, o que acontece é que os meios convencionais, para alguns, podem perder a graça com o tempo, por isso vários optam por aderir a um outro tipo de relação.

Conheça 4 tipos de relacionamentos mais comuns

1- Poliamor

O poliamor  é aquele que não se limita a amar uma pessoa só. Quando há a poligamia, o amor e o sexo podem ser compartilhados com mais de uma pessoa.

A poligamia, geralmente, pressupõe que o ciúmes e a desconfiança não sejam fortes entre as pessoas que estão no relacionamento, pois a abertura do diálogo é ampla e todas elas estão ali porque se relacionam entre si. Mas isso só é possível se você não seguir as expectativas (e permissões) da sociedade – aqui no Brasil, por exemplo, os relacionamentos poligâmicos são proibidos por lei.

Por outro lado, a traição é algo recorrente em relacionamentos monogâmicos, talvez porque muitos casais não conseguem fugir do que os padrões impõem (estar com apenas uma pessoa) e acabam suprimindo um possível desejo/amor por mais de uma pessoa ao mesmo tempo – não é sempre, mas pode ser a causa dessas situações.

Além disso, geralmente, não existe um diálogo sobre desejos ocultos e essa falta de comunicação pode gerar o fim da relação a dois.

Desenho de casal se beijando e terceira pessoa ao lado

Os poligâmicos já deixam claro o que procuram, como se relacionam, e por isso tendem a ser mais transparentes com suas parcerias.

Para conciliar isso, geralmente mantém a comunicação constante, discutindo o estado da relação, qualquer ruído de comunicação que passou batido, e encontram uma maneira de resolver quaisquer conflitos. Esse exemplo pode servir para todos os tipos de relacionamento.

2- Relacionamento monogâmico

A monogamia é quando você se relaciona apenas com uma pessoa por vez. Duas pessoas são exclusivas uma da outra e pode ser tanto no âmbito sexual quanto amoroso, na maioria das vezes são os dois.

Ou seja, é o mais comum. É fundamental o casal manter o diálogo sobre desejos, as necessidades e os problemas que estão enfrentando. Essa comunicação melhora a relação e facilita na convivência a dois.

Desenho de casal nu se beijando

O sucesso da monogamia é quando você sente uma ligação forte com uma pessoa, e para você ninguém será capaz de substituir ela ou o que vocês dois têm. Quando você está feliz com o relacionamento e ainda recebe apoio, aproveite! Reciprocidade de sentimentos.

3- Relacionamento aberto

O relacionamento aberto permite com que os envolvidos que têm um relacionamento a dois fiquem com outras pessoas, mas fora do relacionamento. Podem buscar relações sexuais, até emocionais com terceiros, mas não necessariamente essas outras pessoas se envolvem com a primeira parceria. O limite do que vai acontecer e como vai acontecer quem impõe são os próprios parceiros.

Desenho de dois casais se beijando

Acontece desde o poliamor até os casais monogâmicos, pois entram em acordo de que podem se relacionar com outras pessoas – e tudo precisa acontecer de forma honesta e sincera, desde os desejos até as intenções.

Quem é adepto ao relacionamento aberto precisa ter compreensão sobre o que pode acontecer, por isso muitas vezes há um acordo sobre como será realizado isso.

Assim, do ponto de vista de várias pessoas, o relacionamento aberto pode às vezes dar uma apimentada na relação e até mesmo valorizar a conexão de ambos, ou, por outro lado, acabar com a relação.

4- Relacionamentos assexuais

A assexualidade é uma orientação sexual que dispensa as relações sexuais na maior parte das vezes, senão sempre. Isso não significa que pessoas assexuais não se relacionam, mas que têm um relacionamento amoroso diferente do padrão, não se restringem a apenas uma definição.

A atração sexual é menor ou simplesmente não existe. De qualquer forma, alguns têm experiências sexuais com pouca frequência, nem sempre pelo desejo e a libido, mas pelo amor também.

Desenho de duas pessoas de abraçando

Quando há um relacionamento entre ou com pessoas assexuais, o mais comum é ver eles explorando outras formas de conhecer um ao outro que não seja só o sexo em si. Entretanto, nem sempre elas deixam isso de lado, só não é a maior prioridade.

Assexuais não fazem sexo por não terem vontade, e não por medo ou algo do tipo. A maioria das pessoas com essa orientação simplesmente apenas não sentem necessidade em demonstrar o afeto amoroso através do sexo – e tá tudo bem!

Como saber em qual me encaixo?

Essa escolha pode reatar um caso que estava se acabando e também pode ser feita por pessoas que estão começando a namorar pela primeira vez. Uma regra é não ter julgamentos quando vier no pensamento sobre uma outra possibilidade diferente da relação monogâmica, até porque quem está sentindo é você.

O que não pode faltar é que, se você já está namorando e fica com vontade de experimentar novas maneiras de se relacionar, precisa comunicar o parceiro ou a parceira, pois a decisão não envolve só você. Quando num relacionamento apenas uma pessoa decide pelos dois e não há comunicação do que está acontecendo, falta cumplicidade, honestidade e confiança, então não tem como a relação dar certo.

Ter responsabilidade afetiva é indispensável independente da forma que você escolheu para se relacionar com outras pessoas.

Se você já aderiu a outros tipos de relacionamento além dos que citamos acima, deixe nos comentários sua experiência e conte qual você mais gosta.

Para mais conteúdos interessantes, não deixe de acompanhar nosso blog semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coletamos dados para melhorar o desempenho e segurança do site, além de personalizar conteúdo para você, confira nossa Política de Privacidade.