Desenho de carro

Sexo no carro é crime? 4 maneiras de sentir prazer de forma discreta

Lembra daquela cena de Titanic em que o Jack e a Rose transam no carro? Bom, se você não lembra ou não viu, ela foi retratada de forma bastante sutil: o casal entra em um dos carros que está dentro do navio e vemos nas próximas cenas beijos intensos, os vidros embaçados e a mão da Rose na janela sugerindo que o Jack estava mandando ver.

O sexo no carro é assim: em um espaço limitado o casal encontra novas formas de se encaixar e sentir o prazer juntos, com as janelas embaçadas e o movimento no carro que denuncia, a quem vê de fora, o que está acontecendo ali.

E é exatamente sobre isso que queremos falar: será que está tudo bem fazer sexo no carro? Eu posso ser presa por isso se alguém me ver?

O que diz a lei sobre sexo no carro?

Transar dentro do carro em uma via pública é uma prática perigosa. Isso porque, segundo o código penal brasileiro – o conjunto de leis que definem as punições para quem comete crimes – quem “praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público”, pode levar multa ou pena de três meses a um ano de prisão.

A pena pode, ainda, ser maior caso o casal faça isso na intenção de se exibir para as outras pessoas, sem o consentimento delas. Nesse caso, pela lei brasileira, o crime cometido é o de importunação sexual, com pena de um a cinco anos de reclusão.

Por isso, mesmo que a aventura de mandar ver no carro possa parecer excitante e convidativa, precisamos considerar o bem-estar das outras pessoas acima do nosso prazer.

Sabe aquela questão de que no sexo tudo precisa de conscentimento? Ela se aplica aqui também: as pessoas que podem te ver transando no carro concordaram com isso? Provavelmente não…

O sexo precisa ser prazeroso para todas as partes, e mesmo que o voyeurismo exista – o fetiche em assistir outras pessoas fazendo sexo – você não pode assumir que todo adulto na rua esteja bem em te ver, mesmo que de relance, transando.

Isso acontece muito no carnaval: o país inteiro parece entrar no clima de curtição, bebedeira e desinibição e o sexo em locais públicos se torna mais comum. Mas, mesmo nas festas, micaretas e bloquinhos de carnaval em que o flerte e o beijo na boca parecem ser indispensáveis, tome cuidado: fazer sexo em local público é crime!

4 dicas para ter prazer discreto

Já que entendemos que fazer sexo em locais públicos e expostos aos olhares de outras pessoas é ilegal, o conselho que a Dona Coelha tem para dar é: procure o prazer de forma discreta, sem o risco de incomodar as outras pessoas. Vem comigo que eu mostro algumas dicas:

1. Quer transar no carro? Que tal na garagem?

Se o que você está procurando é sair da mesmice, mudar de cenário, e acha que o carro é um ótimo lugar para sentir prazer, tudo bem!

Você pode descobrir a sensualidade e o prazer que o sexo apertado no banco do carro pode proporcionar, desde que não corra perigo de ser visto ou pego por ninguém. E a garagem de casa, que é bem fechada e protegida dos olhares da rua, é um bom lugar pra isso!

Converse com seu parceiro: vocês podem trocar de cenário e esquentar a relação sem nem mesmo sair de casa.

2. Moteis com garagem privativa também servem

Mora em prédio? Não tem garagem? Sua casa nunca está vazia para curtir esse momento? Sem problemas! Você pode sentir os prazeres do sexo no carro nos moteis com estacionamento ou garagem privativa.

Ali, o perigo de ser visto por alguém é inexistente e vocês dois podem aproveitar tranquilos o momento e atingir juntos o prazer dentro do carro.

E já que a ida ao motel é quase sinônimo de se aventurar e explorar novas possibilidades no sexo, você pode dar o start na noite de prazer assim que o carro for estacionado na garagem privativa.

Desde começar com um sexo oral ou até mesmo o sexo com penatração com o banco do carro mais reclinado. Você já deixa o calor e o prazer da noite no motel se espalhar ali mesmo. Depois, é só ir para o quarto – tomar um banho, quem sabe? – e continuar a busca por prazer no quarto.

3. Excite em público, continue depois

Outra dica da Dona Coelha, dessa vez não diretamente ligada ao sexo no carro, é instigar o outro e provocar tesão em público. Assim, você brinca com as vontades e o desejo do parceiro, construindo a excitação para o sexo mais tarde.

E esse é até um clichê do cinema: aquele pé ousado que invade as pernas do homem por debaixo da mesa, despertando desejo sem que ninguém perceba. Essa é apenas uma possibilidade, existem outras formas de atiçar o parceiro em público:

Em uma roda de amigos ou no meio de uma festa, enquanto as pessoas conversam, você pode discretamente sussurrar no ouvido do seu parceiro frases que vão despertar o tesão ali mesmo.

Desde pequenas deixas, como “que saudades de te sentir dentro de mim”, até narrar de forma mais detalhada tudo o que pretende fazer com ele quando estiverem sozinhos mais tarde. Com certeza a expectativa criada ali, os dois chegarão mais sedentos numa transa cheia de energia.

Outra prática que virou trend na internet é a de enviar uma mensagem de texto bem ousada e minuciosa, narrando o sexo que deseja ter com ele. Aí, é só observar ele lendo e ficando ao mesmo tempo surpreso, intrigado e com vergonha no meio dos amigos ou da família.

Dicas para excitar em público e continuar depois

4. Calcinhas que dão prazer discreto onde estiver

E na mesma linha de causar excitação e até mesmo prazer em público sem que ninguém perceba, você pode usar sex toys feitos para isso.

Já ouviu falar das calcinhas vibratórias? Elas cumprem justamente o papel de te dar prazer em qualquer ocasião, discretamente e de forma aventureira. Elas podem ser ativadas por controle remoto, por aplicativos de celular ou mesmo com funções especiais, como as calcinhas que vibram conforme os sons do ambiente.

Informativo calcinha vibratória

O sex toy é vibrador perfeito para o casal, pois você deixar o controle nas mãos do parceiro e, assim, brincarem e interagirem causando prazer em público sem que ninguém saiba. Aqui no nosso blog, já explicamos melhor como a calcinha vibratória funciona, confere lá!

E aí, o que acha dessas 4 dicas para ter prazer de forma discreta, sem incomodar outras pessoas e não correr o risco de ser autuada pela polícia? Se você acha que deixamos alguma dica de fora, ou tem outra maneira de sentir prazer em público e dentro da lei, que tal deixá-la aqui nos comentários? Vamos adorar aprender com você também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dona coelha e os cookies: usamos cookies para melhorar a experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.