Casal apaixonado se abraçando sentados em cima de uma cama

Sexo bom: conheça 7 dicas para deixar o sexo mais gostoso

Vamos falar sobre o sexo bom?! Trouxemos esse assunto para o blog porque muitas pessoas pensam que sabem fazer sexo, afinal, “se eu gozei, deu tudo certo”, não é mesmo? Mas nem sempre isso é verdade!

Se você ainda pensa desse jeito, vale lembrar que o sexo não é feito sozinho, e quem está na mesma cama com você também quer sentir prazer e chegar ao ápice. O segredo do sexo bom é a reciprocidade. E nada de cair na falsa ideia que o mandar bem no sexo é fazer uma grande performance, nunca brochar, transar com uma frequência absurda ou tudo que coloca seu corpo como uma “máquina de sexo”.

A pressão por um bom desempenho pode acabar com o clima entre você e sua companhia, além de fazer com que você perca totalmente o foco da situação, que é curtir o momento com leveza e naturalidade e se abrir para todas as possibilidades, sem neuras ou uma busca pela formula mágica!

Estar na cama com alguém é o mais alto grau de intimidade, é o momento que você se despe das suas roupas e ao mesmo tempo das suas inseguranças. Mas afinal, como fazer o sexo bom acontecer? Se isso despertou seu interesse, acompanhe as 7 dicas da Dona Coelha para deixar o sexo mais gostoso.

Aprenda 7 dicas para deixar o sexo mais gostoso

Em algum momento você já se deparou com a seguinte situação: o sexo terminou, seus cabelos estão suados, suas pernas bambas, uma sensação gostosa por todo o corpo, então surge um sorrisinho no rosto e, pronto, já está pensando no replay.

Esse é o primeiro sinal que a transa foi boa, o segundo é quando você chama a pessoa para mais uma e ela topa. Não necessariamente no mesmo momento – calma – recupere as energias e faça quando ambos estiverem dispostos. Agora, como deixar esse gostinho de quero mais? Confira as dicas!

1. Saia do piloto automático com novas posições

Esse piloto automático é muito presente na vida de casados e de namorados que estão a muito tempo juntos, isso porque ambos estão cuidando de seus afazeres e parece que sempre estão cansados para fazer alguma coisa diferente.

Então, acabam sempre fazendo as mesmas posições na cama e essa monotonia é broxante, não acha? Por isso, nada de deixar o sexo na mesmice. Converse com seu parceiro ou sua parceira, pergunte o que acha de testar novas posições ou até mesmo usar um baralho ou jogos eróticos – é um desafio!

Ah, se você quiser, nós já preparamos um kama sutra para casais gays e lésbicos e um para héteros, desde as posições mais românticas até as equilibristas!

Arte gráfica de pessoas realizando sexo oral em diversas posições

Olha, deixa eu contar um caso que serve muito de exemplo para nós. Já fiquei sabendo de casais que marcavam horário para o sexo e não faziam sem ser no horário previsto, imagina?! E detalhe, eles sempre faziam no mesmo lugar, mesmas posições e nem mudavam as preliminares, era sempre igual.

Agora me fala, será que você ficaria com tesão na terça-feira às 19hrs durante quantos meses?! Nosso corpo não é uma máquina programada. Chega um momento que você já sabe o que vai acontecer e aí que está o perigo, você perde o tesão e precisa de mudanças excitantes durante o sexo!

2. Leitura corporal: entenda o corpo do seu parceiro

Esta é uma dica preciosa, entender o que seu parceiro está dizendo sem – propriamente – pronunciar as palavras, isso você consegue graças a leitura corporal, afinal, os gestos falam mais que mil palavras. Se você perceber que há um clima de desconforto, converse e pergunte como pode mudar.

E você também não tenha vergonha de dizer que não gosta de fazer uma posição ou não está no clima. Sabe quando sua mente está pensando lá naquele relatório que precisava ser entregue tal hora, pare! Concentre-se no momento, se não você perde o flow e com certeza a pessoa que está junto perceberá que sua mente está distante.

Alguns gestos para prestar atenção durante o sexo: tudo o que você sugere não parece legal, sempre se distancia do seu corpo para pegar alguma coisa, olha toda a hora para a porta e olhos cabisbaixos ou pouco contato visual. Esses são indícios para uma conversa sobre como melhorar o momento, ou até mesmo deixa-lo para depois!

Agora, quando há sorrisos verdadeiros, gemidos prazerosos, bastante toque corporal, pedidos para continuar, respiração ofegante, com certeza está indo no caminho certo, continue!

3. Deixe o nojo de lado e dê prazer

Ninguém nasce desconstruído ou já pronto para quebrar a infinidade de tabus que estão entorno das relações sexuais, mas nojo não é uma palavra, ou um sentimento, que não deve ser relacionada ao corpo do outro na hora do sexo. Esse é um momento de intimidade extrema, e seja em um relacionamento, ou apenas no sexo casual, a idealização pode acabar com o clima.

O flerte começou naquela balada de verão lotada? Chame o crush para um banho delicioso antes de transar! O corpo tem mais pelos do que o padrão que você está acostumado? Um corpo adulto tem pelos, e uma coisa tão pequena não pode atrapalhar essa chance de dar e receber prazer com alguém especial!

4. Faça um sexo oral digno de orgasmos múltiplos

Aproveitando que no tópico anterior falamos dele, vamos falar um pouco mais sobre o sexo oral. É um momento especial de dar e receber prazer, sendo assim vamos caprichar para ele ser inesquecível. Existem milhares de técnicas, mas confira duas dicas básicas para arrasar:

Vulva

Não tenha medo de usar a língua, passeie com ela por toda a região íntima, desde os grandes lábios aos pequenos e principalmente no clitóris – uma dica muito útil é deixar a língua mole e macia como se fosse um beijo de língua. Ah, e dê pequenos chupões também para estimular a região.

Além do mais, use os dedos em movimento de vai e vem acariciando o ponto G, vale apenas até apostar em um vibrador.  E lembre-se: faça o oral sem pressa! Com o tempo e os movimentos cada vez mais intensos, você vai sentir o corpo se contorcendo, escutar o gemidos aumentando progressivamente, e voilà!

Pênis

Não deixe a boca mole, isso porque quando seus lábios não estiverem com firmeza você pode sem querer raspar os dentes no pênis, isso não é legal. Então, mantenha a boca firme, chupando de cima até onde der. Caso o pênis seja grande, utilize as mãos logo abaixo da boca, assim você cria uma extensão dando prazer em todo a região, ou use as 5 dicas para fazer garganta profunda.

Outra dica para colocar em prática: ao chupar o pênis, passe a língua em volta da coroa da glande e dê uma pequenina pausa no frênulo –  não é o canal da uretra, é aquele risquinho logo abaixo –  com certeza o prazer vai às alturas! Ah, e não esqueça dos testículos, acaricie e chupe da mesma maneira que fez com o pênis. Faça sem pressa, aos poucos você vai escutar os gemidos aumentando, aumente a intensidade e pronto!

Em ambas ocasiões você pode perguntar para a pessoa se pode fazer o cunilíngue – o famoso beijo grego – com certeza aumenta muito o prazer, tanto que você consegue chegar ao orgasmos anal com alguns estímulos.

Se você quiser aprender com mais detalhes, nós já preparamos um conteúdo sensacional sobre o assunto, assim você aprende a fazer o sexo oral em vulvas e pênis de uma forma fenomenal. Todos vão pedir bis!

5. Tome as rédeas e domine

Deixar o outro dominar seu corpo é sempre mais cômodo, porém com o tempo a pessoa perde o tesão porque tem o controle pleno a todo momento. Sendo assim, tome as rédeas da situação e domine o sexo por alguns instantes. Depois que você experimentar esse “poder” uma vez, com certeza vai querer inverter os papéis sempre.

Aliás, tome iniciativa de propor novas experiências. Muitas vezes sua companheira, ou companheiro, passa anos escondendo um desejo, um fetiche, uma fantasia por medo de julgamentos, mas vai que ambos tem o mesmo interesse, não é mesmo? Por isso, abra-se para novas possibilidade e mantenha sempre a curiosidade acesa, o benefício é mútuo.

6. Masturbe-se para conhecer suas preferências

A masturbação é a melhor maneira de você conhecer melhor o seu corpo e identificar como, onde e de que maneira você sente mais prazer. Ela é o melhor caminho para guiar alguém pelo seu prazer!

Seja com um sugador de clitóris ou com um estimulador de próstata, abra-se para novas experiências na sua própria intimidade, só assim será possível dizer aquilo que você gosta ou que não gosta. Quando sentir vontade, tire um tempinho e masturbe-se, afinal, a masturbação é um combo de benefícios incríveis para a saúde, visto que aumenta a auto estima, alivia o estresse, mantém os órgãos saudáveis devido a estimulação do fluxo sanguíneo, entre tantos outros.

7. Gozei, parei! – nunca faça isso

Não seja egocêntrico a ponto de pensar que apenas o seu prazer importa, pois isso apenas faz a pessoa desistir de estar com você – afinal ela nunca é prioridade. Isso acontece muito com os casais heteronormativos, onde o homem chega ao orgasmo e depois dorme, enquanto a mulher não passou nem perto de chegar ao ápice. Então aprenda e tenha como mantra: nunca termine o sexo sem antes todos atingirem um nível de prazer satisfatório e completo, seja gozando ou não.

Como saber se transo mal ?

Durante tantas dicas de sexo bom, você se fez essa pergunta: será que transo mal e não sabia? Essa pode ser uma dúvida comum, por isso separamos alguns pontos para você prestar atenção e ver se está tudo ok. Acompanhe a leitura para quais são eles.

1. Transa se olhando o tempo todo no espelho

Não seja narcisista. Se você fica olhando o seu desempenho o tempo todo em um espelho saiba que você está transando com você mesmo, apenas aumentando seu ego. Então, olhar de vez em quando não tem problema, mas é constrangedor para a pessoa que está com você saber que é mais importante a sua imagem do que está realmente acontecendo entre vocês.

2. Demonstra nojo ou aversão

Já falamos sobre isso lá em cima, lembra? Portanto, não demonstre nojo ou aversão ao corpo da pessoa, pois isso apenas coloca mais inseguranças, diminui a auto estima dela e torna o sexo extremamente desconfortável. Se vocês chegaram juntos a tal nível de intimidade, faça com que esse se torne um momento de prazer e liberdade para ambas as partes!

3. Você ainda força o parceiro a fazer o que não quer?

Alguma vez você sentiu que excedeu limites em relação a sua companhia durante o sexo? Além de um sexo ruim isso pode ser configurado como um abuso psicológico, pois a pessoa que está com você se sente obrigada e coagida a fazer o que você está pedindo, repetidamente, apenas para manter uma relação saudável. Não deixe a situação chegar a esse extremo, o consentimento é um dever e um estimulo básico em qualquer relação!

Arte gráfica com uma pirâmide de um sexo bom

4. Termina o sexo e já sai da cama

Parece que você terminou sua obrigação.  O sexo não tem um mínimo nem um máximo de tempo, logo porque a pressa para terminar? Depois que todos estão satisfeitos, fiquem deitados algum tempo juntos, descansem, fofoquem sobre o dia, conversem sobre aleatoriedade, deem boas risadas e curtam o momento.

5. Parando o sexo com distrações

Você fica parando toda hora? Pega o celular para responder uma mensagem, lembra que esqueceu uma aba do notebook aberta, fica falando sobre o relatório do trabalho, fica incomodado com a temperatura do ar  – sai da cama para abaixar a temperatura, dali a pouco reclama que ficou muito gelado. Meu amigo, como você quer chegar ao orgasmo estando tão fora da situação?

O único momento que é perdoável interromper é quando você sai da cama para buscar um brinquedo sexual novo, ou até mesmo para pegar aquela aguinha indispensável depois de uma boa transa.

Pense bem, você faz alguma das ações que citamos? Está na hora de mudar essa situação. Siga as dicas que estão ao longo deste post e deixe o sexo mais gostoso. Continue acompanhando blog da Dona Coelha e fique sempre por dentro de dicas preciosas para deixar o sexo prazeroso, o relacionamento saudável e desconstruir os tabus da nossa sociedade em relação ao tema.

Aproveite que está aqui, leia o nosso conteúdo sobre 10 presentes que você nunca deu, e presentei o amor da sua vida com diferentes oportunidades de prazer!

Até o próximo post!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dona coelha e os cookies: usamos cookies para melhorar a experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.