Relacionamento abusivo: Aprenda a reconhecê-lo e saia dessa enrascada!

Relacionamento abusivo é a situação em que uma das partes exerce extremo poder e influência sobre a outra, minimizando-a ao máximo e tornando a sua vida infeliz e até mesmo dificilmente suportável.

E, engana-se aquele que pensa que relacionamentos abusivos são apenas aqueles em que existe a violência doméstica!

Muito mais do que ameaça física, esse tipo de relação tem potencial risco para o emocional e psicológico, daí a importância em não passar por ele.

Engana-se também quem acha que apenas o homem é detentor do poder de exercer tal papel. Apesar de ser um pouco menos falado, também existem muitas de nós, mulheres, que repercutem esse tipo de relação.

Neste artigo você vai conhecer e acompanhar quais são alguns dos sinais de um relacionamento abusivo a fim de avaliar se você está vivendo um, seja como vítima ou como abusador. Acompanhe o conteúdo e veja porque é importante se libertar deste tipo de relação antes de sucumbir a ela:

7 Sinais de que você está vivendo um relacionamento abusivo

1.   Controle absoluto

Um dos primeiros grandes sinais de um relacionamento abusivo é o controle que uma das partes exerce sobre a outra. Geralmente o controle começa com coisas simples como, por exemplo, o horário em que o par chega e sai dos lugares. Com o tempo, entretanto, até mesmo os gastos financeiros já são do conhecimento da outra pessoa e isso mesmo que não vivam matrimonialmente.

2.   Desrespeito

Se o respeito é a base de um relacionamento firme e sadio, o desrespeito obviamente é o que sustenta um relacionamento abusivo. Infelizmente, tal situação é bastante comum e acontece com o passar do tempo. Diz-se que uma vez que o respeito foi perdido não há mais formas de se manter uma relação.

3.   Humilhação constante

Em tom de brincadeira ou piadinha, o seu par sempre coloca o outro para baixo principalmente em rodas de amigos e familiares. A humilhação é tanta que a parte, chamada aqui de vítima, simplesmente deixa de querer o convívio social principalmente quando acompanhada, devido a tal situação crítica e visivelmente insalubre ao emocional.

4.   Pedir permissão virou rotina

Esse sem dúvida é o marco de um relacionamento abusivo, por isso preste atenção! Você é dona de si mesma assim como o par também. Ninguém precisa pedir autorização para fazer aquilo que tem vontade como ir a lugares, conversar com pessoas e muito mais. Em uma relação sadia há diálogo, não pedido de permissão!

5.   Reprovação

O olhar censurador quando você está vestida como realmente gosta, a situação de ficar sem conversar porque uma das partes não teve o seu desejo atendido. Isso são apenas alguns exemplos que dizem respeito à reprovação! E vale lembrar que um casal deve estar junto, batalhando lado a lado para ser algo sadio e não reprovando um ao outro, certo?

6.   Sentimento de culpa

Esse sinal é sentido pela vítima e tem o poder de mexer completamente com o bem-estar emocional dela. Sabe aquela sensação de não ter sido suficiente? De não ter satisfeito ao parceiro ou tê-lo desapontado? Essa é uma característica sentida por quem está dentro de um relacionamento abusivo e quem se sente dessa forma deve se libertar já!

7.   Tratamento infantil

Por fim, entre os sinais aqui trazidos, vale destacar ainda o tratamento infantil com que a parte abusiva trata a vítima da relação. Em síntese, mescla muito do que foi trazido nos tópicos anteriores e em muito se assemelha ao estabelecimento de uma relação que mais se parece com pai e filho do que como um casal. Isso também é relacionamento abusivo!

Saia desse relacionamento abusivo já!

Reparou que um ou mais sinais destes são visíveis dentro da sua relação? Seja ela um namoro, um noivado ou um casamento de 50 anos, não pense duas vezes antes de se libertar dessa circunstância crítica e degradante.

Muitos relacionamentos abusivos que não sofrem intervenção acabam se transformando em verdadeiras tragédias, crimes passionais, ou ainda diminuem o ser humano de tal forma que ele simplesmente deixa de querer existir e passa a uma coexistência exclusiva para agradar ao outro. Isso é um gravíssimo erro!

O primeiro passo para se libertar desse tipo de relacionamento é aceitar o que está acontecendo e entender se o outro tem ou não a possibilidade de mudar. Seja verdadeira e sincera, tenha um diálogo bastante claro e aberto com o outro e destaque que essa não é a vida com que você sonhou!

Infelizmente, são raras as vezes em que um relacionamento abusivo pode ser reconstruído, ou seja, reestruturado de modo a deixar esse problema completamente fora do convívio do casal e, nesse caso, a dica é realmente terminar tudo para ficar livre a uma nova e mais completa experiência de amor e companheirismo, algo que nessa relação com certeza não existe.

Gostou desse conteúdo? Conhece alguém que está passando por essa situação e que precisa fazer esta leitura para se libertar do relacionamento abusivo em que tem vivido? Aproveite para compartilhar o artigo em suas redes sociais ou encaminhe o conteúdo por e-mail através dos ícones abaixo!

Receba nossos emails!

ENVIAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere, temos uma oferta especial para você!

GANHE 10% OFF

basta se inscrever na nossa newsletter
EU QUERO DESCONTO!

IMPORTANTE: Esta oferta é limitada e não irá se repetir!
Fechar ( X )

Receba nossos emails!

ENVIAR

Nós  SUPERELA

Você que conheceu nosso site pelo Superela tem  DESCONTO  na sua primeira compra.
CADASTRAR
Oferta válida apenas para compras acima de R$ 100
close-link

Nós  
CATRACA LIVRE

Você que conheceu nosso site pelo Catraca tem  DESCONTO  na sua primeira compra.
ENVIAR
Oferta válida apenas para compras acima de R$ 100
close-link
RECEBA NOSSOS EMAILS INCRÍVEIS
⇩ Clique Aqui