o-que-e-trisal-capa

O que é trisal? A Dona Coelha te conta tudo sobre esse poliamor!

E aí, você sabe o que é trisal? Palavrinha diferente, que rima com casal e cujo conceito está bastante ligado ao famoso relacionamento a dois, só que com um plot twist: um trisal é, basicamente, o relacionamento poliamoroso entre três pessoas, independentemente do gênero ao qual elas pertencem.

Dois homens e uma mulher, duas mulheres e um homem, três indivíduos do mesmo gênero… as possibilidades de trisais são tão amplas quanto o próprio funcionamento dessa modalidade de relacionamento super desconstruída e que recebe cada vez mais adeptos.

Como dissemos logo acima, um trisal é, por essência, um relacionamento poliamoroso, outro termo que chegou para abalar as estruturas da monogamia e a maneira como enxergamos namoros, casamentos, relacionamentos abertos e afins.

Ficou curiose para saber mais sobre o assunto? Então chega mais que essa semana a Dona Coelha te conta tudo o que você precisa saber sobre trisal, inclusive sobre a dinâmica na hora H: o que muda? o que não muda?

Saiba isso e muito mais acompanhando a leitura! Pronta(o) para embarcar nessa jornada de descobrimentos, desejos e muito prazer? Então vamos lá:

Trisal is the new casal: que negócio é esse de poliamor?

Agora que você já está por dentro dos conceitos básicos sobre os “casais de três”, hora de aprofundar a discussão: mas afinal, o que significa, de fato, estar em um relacionamento poliamoroso, neste caso um trisal?

Para isso, precisamos entender o conceito de poliamor: o prefixo poli significa muitos e amor significa amor. Então, basicamente, o indivíduo adepto ao poliamor é aquele que experiencia múltiplas sensações de amor, atração sexual e afetiva ao mesmo tempo, por pessoas diferentes.

Você deve estar se perguntando: mas, mesmo em um relacionamento monogâmico comum, é normal sentir esse tipo de desejo, certo? A resposta é sim, afinal, estar com alguém não significa estar morta! No entanto, quem é adepto à monogamia escolhe voluntariamente canalizar esses desejos para seu/sua único(a) parceire.

Ou seja, a famosa exclusividade, enquanto os indivíduos poliamorosos estão abertos ao compartilhamento desses sentimentos com todas as pessoas com quem o sentimento for recíproco.

O trisal é apenas uma das manifestações poliamorosas que temos conhecimento. Uma vez que o conceito é amplo e se estende a todos cantos da sexualidade, no fim das contas é uma questão de estar confortável com os seus desejos e os desejos dos outros.

trisal-is-the-new-casal

Relacionamentos poliamorosos: acabou para você, monogamia!

Agora, engana-se quem pensa que trisal é bagunça! Assim como os relacionamentos a dois, os trisais podem funcionar como relacionamentos abertos ou fechados, a depender dos indivíduos integrantes.

O diálogo, a aceitação e a adesão ao poliamor colocam em xeque a própria estrutura monogâmica, baseada no compromisso único e exclusivo a uma única pessoa, detentora do monopólio dos nossos sentimentos.

Pode parecer, por um momento, que o poliamor veio para extinguir esse “conceito ultrapassado”, não é mesmo? Mas será que os relacionamentos poliamorosos são o futuro da nossa sociedade e a monogamia está fadada à extinção?

Para o alívio das monogâmicas de plantão, a resposta é: dificilmente. É muito provável que cada vez mais pessoas tornem-se praticantes do amor livre e múltiplo, mas também sempre haverá quem prefere os relacionamentos desse jeitinho, a dois. E tá tudo bem!

Aliás, tá tudo bem ser trisal, tudo bem ser casal, tudo bem ser mono ou poli – o importante é ser feliz, consciente e responsável com os sentimentos do(s) outro(s), okay? E mais uma vez a Dona Coelha aconselha: viva a liberdade!

monogamia-poliamor-trisal

Como ficam as “coisas de casal” a 3 (ou 4 ou mais)?

Todos esses conceitos funcionam muito bem na teoria, mas e na prática? Uma dúvida muito comum em se tratando de trisais é como as coisas funcionam na rotina: como lidar com ciúmes, comunicação efetiva, dinâmica de relacionamento e, claro, o sexo!

Por incrível que pareça, ter uma pessoa a mais para cuidar não muda tanta coisa se comparado ao relacionamento monogâmico tradicional. De fato, podem ser que as coisas demorem mais para se ajeitarem, mas nada que muito diálogo e compreensão não resolvam.

Aliás, se a dois o diálogo já é fundamental, a três ele se torna primordial – afinal, são três pessoas distintas, com pensamentos, preferências e tudo mais diferentes entre si. Porém, nada que não possa ser ajeitado com muito amor e companheirismo!

Uns diriam, inclusive, que ter a possibilidade de conhecer e se conectar com múltiplas pessoas é uma experiência muito gratificante – e nós concordamos, claro. Para alguns, três não é demais, e sim a medida certa!

Em relação ao ciúmes, eventuais brigas e outras “coisas de casal”, elas certamente ocorrem, justamente por se tratar de um relacionamento estável entre pessoas. No entanto, a experiência única de estar em um trisal é de longe bem maior que uma simples discussão por ciúmes, não é mesmo?

E nada que não possa ser resolvido em duas etapas: diálogo e sexo! Inclusive, a dica também é válida para casais de dois. Temos um post exclusivo com dicas de como apimentar a relação, não deixe de conferi-lo.

Sexo a 3: e vamos de ménage!

Chegamos aos finalmentes, hora de falar sobre sexo – e disso a Dona Coelha entende! Seja como for, uma relação quente é sempre uma relação quente, com duas, três, quatro ou mais pessoas.

No caso dos trisais, as possibilidades de explorar e sentir prazer são ampliadas pela multiplicidade de corpos, o que não é de todo mal. Sabe aquela vontade de fazer um ménage que surge em alguns casais? Digamos que nos trisais, todo sexo pode se transformar em um!

Claro que não existe essa obrigatoriedade, já que tudo depende da dinâmica do casal, se rola a vontade no momento e aquelas coisas que a gente sabe muito bem. No entanto, quão animadora não é a possibilidade de aprofundar-se ao máximo no universo do prazer ao lado de mais duas companhias?!

Como você pode ter percebido, os trisais, por natureza, não são nenhum pouco caretas. É preciso muita coragem para ir contra as convenções sociais e viver o amor livre seja lá com quem for (desde que seja legal e consentido).

Caso você esteja em um trisal ou é entusiasta da ideia, saiba que é mais que possível apimentar as coisas em uma relação a três. O uso de toys – tanto individuais quanto para usar com os parceires já traz o plus para deixar as coisas mais calientes.

E quem disse que trisais também não podem sair da rotina? Graças à naturalização dos relacionamentos poliamorosos, não é incomum que os trisais acabem por cair na rotina – ou seja, a própria morte!

Então, nada melhor que os famosos produtinhos eróticos para não só reavivar, mas também manter a chama do amor, do companheirismo e do prazer sempre em dia. E também porque gozar é bom e a gente gosta e recomenda!

Gostou do nosso conteúdo? Aqui no blog da Dona Coelha você encontra mais conteúdos explicativos como esse, além de dicas, orientações e muito mais sobre o universo do sexo e dos relacionamentos. Fique atenta às nossas atualizações e não perca um assunto! Até a próxima!

Receba nossos emails

CADASTRAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu cadastro garante que será a primeira(o) a receber as ofertas de Black Friday.

Receba nossos emails

CADASTRAR
Descontos de Valentine's Day
Seu cadastro garante que será a primeira(o) a receber as ofertas do Valentine's Day.