Você sabe como o vibrador surgiu? Descubra aqui!

Peça que não falta dentro de um bom sex shop, a pergunta de hoje é se você sabe quando e por que ocorreu a invenção do vibrador.

Afinal, diferente da finalidade para qual atualmente este produto é usado, no princípio esse acessório era, na verdade, parte de um tratamento que tinha por finalidade principal controlar e cuidar da histeria feminina! Dá para acreditar?

Quer conhecer essa história em maiores detalhes para entender toda a trajetória do vibrador, desde componente de tratamento até a atualidade em que é peça do prazer? Continue lendo este artigo e conheça todos os detalhes!

A invenção do vibrador

É bastante provável que você se quer imagine, mas a invenção do vibrador remonta há séculos atrás. O primeiro a chegar ao mercado, com fins exclusivamente médicos e terapêuticos, foi o “The Manipulator”, uma criação de Jorge Taylor, um médico americano. O ano era 1869!

Anos mais tarde, em 1880, foi a vez de surgir o primeiro vibrador que funcionava a base da manivela e em 1902 a novidade no mercado foi o lançamento do primeiro vibrador elétrico patenteado pela Hamilton Beach.

Desde essa época o vibrador foi usado para diversos fins. Além de tratar a histeria feminina ele ainda foi testado em tratamentos contra a gripe e visando a diminuição das dores no estômago também.

Em todo este tempo, entretanto, o prazer da mulher nunca foi levado em conta e o orgasmo não estava em absolutamente nenhuma pauta da época.

A histeria – Um capítulo importante da história feminina

 

Mas, por que a invenção do vibrador foi necessária, afinal de contas? Imagine um século XIX em que um quarto da população feminina estava sendo acometida por uma doença que ficou conhecida como histeria. Eram cerca de 70 sintomas para dar apenas um diagnóstico!

Primeiramente, o tratamento consistia em massagens pélvicas – Sim! Os médicos masturbavam suas pacientes a fim de lhes propiciar a cura para a histeria. Porém, como um número alto de mulheres começava a precisar de tais cuidados, evidenciou-se a necessidade de um equipamento que fosse capaz de fazer este trabalho que até então era manual.

O tratamento persistia até que a paciente tratada atingisse o “Paroxismo histérico” que hoje conhecemos como orgasmo, uma palavra que na época não era se quer pensada em meio a outras pessoas ainda mais se tratando do sexo feminino.

O prazer por si só não era uma possibilidade real para as mulheres da época que ainda tiveram que esperar muito – se não até hoje – para se libertarem das amarras que as impossibilitavam de ter prazer, algo que pertencia apenas ao homem daquele século.

Revolução Sexual – Da invenção do vibrador até os modelos atuais

Anos mais tarde, já na década de 60, foi a primeira vez que as mulheres uniram suas forças e deram um verdadeiro basta a toda essa situação. A Revolução Sexual marcou o fim do diagnóstico por histeria e impactou muito a vida de todas as mulheres a partir de então.

Foi a partir deste mesmo momento que as mulheres passaram a entender que aquele tratamento nada mais era do que uma estimulação sexual, algo de que elas poderiam fazer um uso muito mais cotidiano, é claro.

Afinal, para que não falar sobre o orgasmo quando senti-lo é tão bom, intenso, gostoso e prazeroso, não é mesmo? A partir dessa revolução e principalmente ao longo dos últimos 10 ou 15 anos o up no mercado de vibradores foi gigantesco e hoje é grande o número de mulheres que já se permitiram ao menos provar tamanha experiência!

Entenda mais sobre toda essa história assistindo a um vídeo rápido que conta absolutamente tudo isso e muito mais em poucos minutos!

O mercado de vibradores: Opções de sobra para escolher!

Com inúmeros modelos e sendo feitos em diferentes materiais, os vibradores são os produtos eróticos que sempre se mantêm no topo do ranking de vendas das sex shops independente dos demais brinquedinhos.

Também não é para menos, afinal, bons vibradores podem ser usados tanto quando estamos desacompanhadas quanto com o parceiro, não é mesmo?

Gostou da história sobre a invenção do vibrador? Aproveite para conhecer a uma grande variedade de modelos de vibradores e não passe mais vontade: Descubra seu corpo agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *