Guia do que é fisting: é seguro? Como fazer?

Fisting1capa guia do que é fisting: é seguro? Como fazer?

Se você chegou até aqui, provavelmente tá se perguntando o que é fisting ou tá em busca de dicas pra praticá-lo, tô certa? Porque se sim, aqui você encontra todas as respostas pras suas dúvidas. Criei esse guia completo pra te ajudar a entender e fazer fisting com segurança e muito prazer.

Bora dar uma olhadinha?

O que é fisting?

Começando pelo que é fisting: é uma prática sexual que penetra a mão inteira, até o punho. O nome é um pouco auto explicativo pra quem sabe inglês, já que ‘fist’ em inglês significa punho, e junto do sufixo ‘-ing’ se torna um verbo no gerúndio. Sendo assim, ‘punhando’.

Mas ninguém usa isso traduzido, tá? Fica bem estranho. Tudo que você precisa saber é que essa prática é muito comum nas práticas de BDSM e que pode dar muito prazer.

Ah, é importante mencionar também que, mesmo sendo uma prática recorrente e muito buscada em pornôs, você não deve usar eles de base — pra nenhuma prática, na real, já que lá é tudo muito estereotipado e, muitas vezes, tóxico.

Fisting2 guia do que é fisting: é seguro? Como fazer?

Fisting faz mal?

Não… Mas sim, ao mesmo tempo. A prática em si não deve fazer, quando feita da maneira certa e em uma frequência adequada. Mas pode fazer mal se feita errada, especialmente na penetração anal.

Os cuidados, pra que não faça mal, são simples:

Evite fazer com muita frequência, deixe o orifício retornar ao seu estágio normal; use bastante lubrificação; penetre com a mão só quando a região já estiver bem estimulada; e não use anestésicos — porque eles vão dificultar a percepção de que algo pode estar sendo machucado ou incomodando, sendo perigoso no fisting.

O fisting é feito na frente ou atrás?

Essa prática é mais comum no sexo anal, mas pode ser feito na vagina também. Na realidade, é muito mais fácil fazer o fisting na vaginal, porque ela dilata muito mais do que o ânus. Pra que a prática anal seja mais confortável, você pode conferir algumas posições para sexo anal.

Posso praticar fisting sozinho?

Quando falamos do que é fisting, é muito comum abordá-lo como uma forma de apimentar a relação, mas aí que vem o plot twist: dá pra fazer sozinho. Mas cuidado, isso exige um grau mais elevado de flexibilidade.

Ah, e os cuidados pra fazer sozinho ou em parceria são os mesmos, por isso, siga a leitura e aproveite em segurança!

Fisting3passos guia do que é fisting: é seguro? Como fazer?

Passo a passo pro fisting de maneira segura

Agora que você já sabe o que é fisting, confira aqui os 9 passos pra praticá-lo com segurança e muito prazer. É claro que se ficar alguma dúvida, você pode mandar mensagem pra mim no final da página que irei te ajudar! Confira:

1. Faça a limpeza da região

Tanto a mão, o pulso e o orifício precisam estar limpos. É claro que se a penetração for vaginal, é mais simples e não há muita limpeza a fazer, mas se for anal, lembre-se de fazer a chuca.

Não vai ser legal esmagar suas fezes lá dentro, certo? Com tudo higienizado, você pode começar a considerar uma possível penetração. Mas antes:

2. Corte as unhas!

Esse tópico dava pra ficar junto do anterior, mas achei importante ressaltar o máximo possível. Mesmo usando alguma proteção na mão, uma unha grande pode comprometer o material de proteção e pode machucar a região penetrada — e muito. Então nada de usar as mãos no sexo se as unhas estiverem grandes, ok?

3. Use uma luva de látex ou camisinha

Tanto pra proteção do orifício como pra sua própria higiene, é importante usar uma luva de látex sem coloração ou camisinhas. Assim, você tanto garante que não nenhuma sujeira de sua entrando em contato com a região penetrada, como também fica mais fácil de se higienizar depois do ato.

4. Use e abuse do lubrificante à base d’água

Pra garantir que a passagem seja suave e não machuque ninguém, a lubrificação é essencial. Ainda mais por ser uma prática um pouco mais intensa do que a penetração normal, o uso de lubrificantes é indispensável tanto na vagina quanto no anus.

Como é importante usar luvas ou camisinhas, use um lubrificante à base d’água, já que outros componentes podem danificar a proteção.

5. Estimule a região que será penetrada

A estimulação é essencial em qualquer tipo de sexo, mas principalmente neste. Estimule bastante com preliminares e garanta que a sua parceria — ou você mesmo — esteja confortável e estimulado pra conseguir dilatar e receber a penetração. Você pode apostar em excitantes ou simplesmente estimular por meio de toques e brincadeiras.

6. Depois, comece introduzindo outros acessórios

Depois de estimulada, é interessante optar por sex toys. Quando falamos no que é fisting, não é comum pensar em produtos eróticos, mas eles podem ser de muita ajuda, já que é importante ter certeza que a região está estimulada e dilatada o suficiente.

Se for no ânus, busque produtos para sexo anal, como um plug. Depois, vá aumentando o tamanho e grossura do toy — ou use um inflável. Se for vaginal, aposte em um vibrador ou dildo pra ir acostumando a região.

7. Quando o orifício ficar bem dilatado, introduza a mão aos poucos

Depois do caminho aberto e dilatado, pegue sua mão com a proteção e a lubrificação, feche em formato de coxinha — ou de “italiano bravo” — e comece a introdução aos poucos. Vá conferindo se não está machucando durante a região.

8. Fique atento se sua parceria está curtindo

Complementando o tópico anterior, ficar de olho nas reações da pessoa penetrada é muito importante. Algumas pessoas, infelizmente, têm o hábito de não avisar quando não estão curtindo, por medo de estragar o momento ou por vergonha.

Então, como esse tipo de sexo é um pouco mais intenso e agressivo, conforme for penetrando ou estimulando a pessoa, fique de olho nas reações dela. Tanto no rosto quanto nos sons e corpo. Você pode perguntar, também durante o ato, porque assim passa confiança e carinho.

9. Ao invés do vai e vem, aposte nos dedos

Quando as pessoas pensam em sexo com penetração, o movimento de vai e vem e o primeiro que vem em mente, certo? Mas aqui não é o ideal.

Por ser uma penetração maior, com uma mão inteira e o pulso, o ato de voltar e ir pode machucar ou ser muito difícil pra ambas as pessoas.

Por isso, quando for praticar o fisting, opte pela estimulação da região com os dedos. Isso mesmo! Depois de estar até o pulso na pessoa, comece a estimular a região interna com os dedos, pra garantir o prazer da outra pessoa.

Deu pra aprender mais sobre o que é fisting e como fazer de forma segura? Aproveite também para conferir o nosso conteúdo sobre Edging: saiba o que é a técnica que intensifica seus orgasmos, nos vemos lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.