Fetiche por pés: saiba tudo sobre podolatria aqui!

Foto de pés em ponta um na frente do outro

O fetiche por pés é bem comum, sabia? Se você não tem, pode parecer estranho, mas é super normal sentir atração e excitação sexual pelos pés. A podolatria, como é chamado esse tipo de fetiche, ficou mais conhecida (ou talvez veio à tona) com a história do “pack do pezinho”, lembra?

Com a internet e a popularização das redes sociais nos últimos anos, muitas pessoas, até famosas, começaram a receber propostas de dinheiro por pacotes de foto dos pés, o que muitas consideraram um bom negócio porque não consideram como fotos íntimas, sabe? Então, quem pede fotos dos pés assim provavelmente é uma pessoa podólatra (como chamamos quem tem fetiche por pés).

Hoje, vou te explicar tudo sobre esse desejo por pés, quais seus tipos e o que as pessoas podólatras buscam, com dicas pra você estimular sua parceria ou se estimular, caso goste muito dessa parte do corpo.

Possíveis causas do fetiche por pés

Os fetiches são desejos que se tem por objetos ou outras situações que nos proporcionam prazer. Os sexuais ativam nosso prazer sexual e podem ser os mais diferentes e inusitados possíveis. O BDSM, por exemplo, pode entrar nessa categoria, há pessoas que têm fetiche pelas fantasias, amarras e práticas sadomasoquistas.

Os pés também são alvos de fetiche e de forma bem recorrente, talvez mais do que você possa imaginar. Uma pesquisa realizada pelo site Vivalocal, em 2021, mostrou que esse foi o 16º fetiche mais buscado no Google naquele ano no Brasil. Ainda, muitos estudos mostram que os homens (cisgêneros) são quem mais apresenta esse desejo por pés.

Há quem defenda que esse fetiche pode se formar na infância sem um teor sexual inicial, mas com um histórico afetivo pelos pés ou calçados de alguém. Ainda, estar aos pés de alguém pode ser um ponto de prazer para podólatras que se excitam com a submissão também.

Para a psicóloga Michelle Sampaio, em entrevista à Minha Vida, esse fetiche também poderia indicar dificuldade de relacionamento com pessoas, de forma que o fetichista se apega ao membro durante a relação.

Tipos de podolatria: conheça as manifestações do fetiche

Os tipos de fetiche por pés são diferenciados de acordo com as práticas que os podólatras seguem pra sentir prazer. Tem quem gosta de ver, de cheirar, de se masturbar… Enfim, não faltam maneiras de explorar a podolatria e cada uma tem seu nome. Hoje, a maioria deles é em inglês, mas vou traduzir pra você:

Idolatria ao pé (foot worship)

Essa é a idolatria do pé, numa tradução bem literal. Há pessoas que se excitam com a veneração do pé, que acontece por meio de admiração, beijos, lambidas, cheiros. A pessoa não faz os toques porque eles em si a excita, mas pelo que eles representam, essa admiração mesmo.

Dentro dessa idolatria, há pessoas que se estimulam com algumas restrições, que podem variar de uma pra outra. Por exemplo, tem gente que idolatra pés com a unha bem feitinha, pintadinha, sabe? E outras pessoas só curtem pés limpinhos e macios, mas não ligam pro esmalte. Por outro lado, tem quem gosta mesmo de pés suados e até com chulé, pois se excitam pelo cheiro também.

Submissão ao pé (foot submission)

Em alguns locais você pode encontrar esse termo como “foot slavor” (escravo do pé), a ideia é a mesma: sentir excitação com práticas masoquistas com o pé. Isso entra muito no BDSM, que comentei lá no começo, lembra? A pessoa gosta de ser pisada, de ter o pé na cara, ou que coloquem ele na boca dela “à força” (lembrando que BDSM ainda é algo consentido).

Engasgo com o pé (foot gagging)

Nesse caso, a pessoa não só quer que o pé seja colocado na sua boca, mas que ele vá bem fundo, dentro do possível, que alcance a garganta para ter a sensação de engasgamento, ou preenchimento – sabe a pegada da garganta profunda? É menos profundo, porque é um pé, mas também é desafiador. Ah, essa prática também se relaciona um pouco com o sexo sadomasoquista.

Tapas com o pé (foot slapping)

Tem quem ache que um tapinha não dói e muitas dessas pessoas gostam que esses tapas sejam com o pé (não são chutes). A proposta, muitas vezes, é a pessoa estar com as mãos amarradas e levar “tapas” do pé da parceira no corpo (até mesmo no rosto).

Se você curte essas amarrações, pode gostar do nosso post sobre Shibari, uma técnica japonesa muito usada no BDSM.

Masturbação com o pé (foot job)

Esse nome é mais conhecido do que os outros provavelmente. Nesse caso, a pessoa gosta de ser masturbada com o pé da parceria, seja numa punheta ou estimulando o clitóris. A prática em si pode ser um pouco desafiadora pra quem está ativo porque exige certa capacidade motora e controle dos pés e das pernas.

“Roupas” para o pé (foot “clothes”)

E não é só o pé naturalmente ou em movimento que excita quem tem fetiche por pés. Na verdade, há muitos podólatras que ficam instigados com pés calçados. Os saltos altos estão no topo da lista de calçados que instigam sexualmente quem gosta de pés, mas não são o limite. As possibilidades sao várias e, por vezes, a pessoa quer ver ações com o calçado: vestir, amarrar, tirar…

Até as meias podem entrar pra jogo e esse tipo pode se combinar com a atração olfativa, gerando diferentes estímulos pra quem gosta.

Esses são alguns dos tipos de fetiche por pés, na prática, há diversas possibilidades de formas desse desejo se manifestar e ser saciado, por isso, talvez você não tenha se encontrado diretamente nesses exemplos, mas se relacionado a algum(ns). Se está em dúvida se você se encaixa, vamos para o próximo tópico.

Como saber se sou podólatra?

Antes de tudo, acho importante destacar um ponto: não há problema em ter fetiche por pés. Na verdade, a maioria dos fetiches são bastante tranquilos (e comuns, mesmo que não se fale sobre eles). O problema existe quando o nosso desejo impacta outra pessoa sem consentimento – se não existe consentimento, nada pode ser bom de fato.

Dito isso, se você está em dúvida se é podólatra ou não, vale a pena se fazer algumas perguntas:

  • Eu consigo me excitar apenas com toques dos pés de outra pessoa?
  • Se o pé de alguém não estiver do jeito que eu acho bonito, vai diminuir meu desejo?
  • O pé é uma das primeiras partes do corpo que eu reparo em alguém que estou paquerando?
  • Eu tenho sonhos eróticos com pés?
  • Pensar e imaginar estímulos com os pés me excita?

Não é por que você respondeu “sim” para uma ou outra pergunta que você necessariamente é podólatra, mas a resposta positiva pra várias ou todas elas pode ser um forte indicativo disso. Pra se entender mesmo, é preciso ter um olhar pra dentro de você, revisitar experiências sexuais que já teve e focar nessa questão dos pés.

Como falar que tenho fetiche por pés?

Como tudo num relacionamento, a conversa sincera e respeitosa é o ideal pra falar dos nossos desejos e medos quando o assunto é sexo. Se você quer contar pra sua parceria que é podólatra, mas sente vergonha ou medo da reação, que tal fazer isso numa brincadeira? Um jogo de verdade ou desafio, por exemplo, pode ajudar a criar um clima em que vocês se sintam mais à vontade pra compartilhar essas informações.

A ideia de fazer perguntas picantes pra parceria é muito legal pra esquentar o clima e pra vocês se conhecerem melhor, então, pode ser uma boa saída pra vocês.

Outro jeito é testar ou pedir estímulos no pé durante o sexo mesmo. Comece com coisas mais casuais, como uma massagem, beijos e toques e repare nas reações da pessoa. Também peça pra ela fazer isso, se você gostar, e entenda se rola ou não. Respeitando os limites um do outro durante a transa, fica fácil bater um papo sobre o assunto depois, perguntar o que a pessoa achou, se ela ficou confortável e falar dos seus desejos também.

Com um bom papo sincero e empático, fica fácil encontrarem um meio termo entre vocês e, quem sabe, você pode até descobrir que sua parceria também gosta de pés como você.

Estímulos pra quem tem fetiche por pés

Agora, se você sabe que a sua parceria tem fetiche por pés e quer surpreendê-la ou agradá-la ainda mais na cama, saiba que também é fácil. Mas antes de decidir de fato o que fazer, é importante que você saiba quais tipos de estímulos ela gosta, então, sugiro que volte no tópico “Tipos de fetiche por pé” pra entender algumas possibilidades e, novamente, converse com ela pra chegar às conclusões.

Uma vez que você souber isso, fica fácil adotar práticas simples pra estimular um podólatra:

  1. Pros que gostam de pés limpinhos e feitos, uma boa pedicure dá conta do recado. Explore cremes hidratantes e escolha cores que ele gosta;
  2. Agora, se sua parceria prefere pés “mais naturais”, você não precisa passar num salão, chegar em casa e deixar a pessoa curtir seus pés como estão pode ser incrível já;
  3. Experimente revolucionar as fotos picantes e deixe os pés em evidência, você poderá surpreender sua parceria durante um dia corrido de trabalho;
  4. Nas preliminares, ofereça uma boa massagem nos pés ou faça o contrário: disponha os pés para uma massagem erótica;
  5. Também vale acariciar o corpo da sua parceria com os pés, brincando tanto com os dedos como com a sola do pé e as unhas.

Essas são apenas algumas ideias, deixe a criatividade fluir pra explorar o fetiche por pés com a sua parceria. Se vocês conversarem e encontrarem o espaço de conforto e prazer pra ambos, com certeza terão momentos de prazer indescritíveis.

Gostou do assunto? Talvez você curta saber sobre outro tipo de fetiche também, por isso, não deixe de conferir nosso conteúdo sobre o que é Cuckold, outro fetiche muito mais comum do que se imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.