Como se masturbar sendo virgem: dicas e respostas!

Mulher oriental fazendo expressão de dúvida

Uma dúvida muito comum entre mulheres cis no início da vida sexual é como se masturbar sendo virgem. Afinal, é possível se tocar sem perder a virgindade? O que pode ou não fazer para manter o hímen intacto? E depois, o que acontece com o corpo? Todas as perguntas são muito comuns quando o assunto é virgindade e prazer.

Antes de te dar dicas de ouro de como se masturbar sendo virgem, é importante refletir sobre o que é ser virgem e o que é a virgindade. Tem gente que se considera assim até o momento que tem uma relação sexual (de penetração) com outra pessoa. Há pessoas, principalmente quando se trata de mulheres cis, que entendem que a virgindade está relacionado ao rompimento do hímen, seja pelos dedos, por um sex toy ou pelo pênis.

Essas diferenças de ideias acontecem porque, na verdade, a virgindade não existe além da nossa mente. Ser virgem é um conceito social e não um fator biológico – tanto que não dá pra dizer quando uma pessoa é virgem ou não, por exemplo, se uma mulher cis teve seu hímen rompido. Aliás, se fosse algo que dá pra ver, como saberíamos se pessoas com pênis são virgem ou não? E as pessoas que já nascem sem hímen, ou o hímen já tem furinhos?

A virgindade é uma ideia que é alimentada especialmente sobre os corpos com vulvas e femininos. Rola uma cobrança moral, religiosa e social de que mulheres tratem essa ideia como sagrada, pura, íntima e isso gera mais tabus na sexualidade feminina, limitando o prazer. Dá uma olhadinha no meu post sobre virgindade para entender melhor esses aspectos!

Foto de natali gutierrez sorrindo com balão de fala sobre virgindade ao lado

Por aqui, entendo que a virgindade é esse conceito, quase um mito, mas que cabe a cada pessoa pensar sobre como se sente a respeito. Por isso, neste conteúdo, vou dar dicas de masturbação sem penetração para que você se sinta confortável com a sua sexualidade e comece a conhecer seu corpo antes de iniciar a vida sexual. Quer saber tudo sobre isso? Então, vamos lá!

Sugestões de produtos eróticos

4 técnicas para se masturbar sendo virgem

Como comentei, a primeira premissa que você precisa considerar para se masturbar sendo virgem é deixar a penetração de lado. A virgindade de mulheres cis está muito ligada ao hímen, assim, a penetração, com toys ou o pênis, poderia rompê-lo e é possível que você não se sinta mais virgem.

Dito isso, aqui vão minhas dicas para você estimular suas zonas erógenas e conhecer seu prazer:

1. Explore todo o corpo, não só a vulva

A masturbação não precisa ficar só na sua vulva, sabia? Nosso corpo é recheado de zonas erógenas, aqueles locais que, quando estimulados, podem gerar excitação e prazer. Algumas bem conhecidas são os seios, a bunda, o pescoço e a virilha.

Saiba tudo sobre as zonas erógenas para ter prazer da cabeça aos pés!

Para estimulá-las, você pode, sozinha ou acompanhada, usar diferentes toques para conhecer seu corpo. Seja com as pontas dos dedos ou das unhas, uma pena ou beijos da sua parceria, passeie por diferentes regiões do seu corpo de forma suave e despretensiosa, relaxando enquanto você repara os locais que mais te excitam.

2. Use os dedos para brincar com o clitóris

Para masturbar a vulva sendo virgem, nada como as práticas mais clássicas com os seus dedos. Ter esse contato com a sua região íntima desde o início da sua vida sexual é muito bom para descobrir o que você gosta e saber o que esperar quando estiver com outra pessoa.

Um bom lubrificante deixa tudo mais fácil e gostoso, mas, caso não se sinta à vontade para comprar um ainda, vale molhar os dedos com saliva mesmo. Capriche em movimentos de vai e vem e círculos com diferentes pressões. Você pode se tocar usando só um dedo ou até todos eles – dessa forma, é possível estimular todo o clitóris e não só a glande.

O legal é que você pode fazer esses estímulos em diferentes posições e locais, como no quarto, deitada de barriga para cima, ou no chuveiro durante o banho, e ninguém precisa saber o que você está fazendo. Existem muitas formas de estimular o clitóris e, entre elas, vários jeitinhos de fazer isso discretamente para você ficar mais confortável.

3. O travesseiro também pode te dar prazer

Como na masturbação da vulva o que mais gera prazer é o estímulo do clitóris, usar coisas que ajudem nesse processo é uma baita vantagem. Em casa, no seu quarto, você pode usar o travesseiro. Coloque-o em contato com a região da vulva, deitada de bruços ou sentada sobre ele, e mexa muito quadril.

O segredo é testar diferentes movimentos, pressões e velocidades, seja deitada ou sentada. Desse jeito, também não rola penetração e você consegue estimular todo o clitóris, tanto a parte externa quanto a interna.

4. Use um vibrador bullet para clitóris

Os vibradores bullets ou cápsulas são ideais para quem está começando a vida sexual. Eles são discretos, pequenos e não são para penetração. No geral, não têm aquela semelhança com o pênis que pode assustar ou te deixar constrangida, pois são pensados para a masturbação externa, do clitóris, ou seja, são ideais para quem é virgem.

Com eles, você pode explorar diferentes regiões eróticas do seu corpo, além, claro, de massagear a vulva como um todo, mas em especial o clitóris. Você pode segurá-lo pela ponta e ter estímulos bem direcionados, ou fazer uma conchinha com a mão para usar todo o corpo do sex toy.

Mas tem algum problema se masturbar sendo virgem?

Infográfico com dicas para preparar o ambiente pra se masturbar

Pode ser que, mesmo tendo vontade de se tocar, você ainda tenha dúvidas se a masturbação é errada, se pode te fazer algum mal ou comprometer a sua virgindade. A real é que a masturbação traz muitos benefícios para corpo e mente quando a gente se sente à vontade com ela.

Se você se forçar a se tocar porque alguma amiga falou que você “tem” que fazer, ou porque sua parceria quer que você faça, é bem possível que o momento seja ruim e nada prazeroso. O mais importante é que você se sinta à vontade para se tocar e realmente queira isso.

Para se sentir segura e confortável, esteja em um ambiente em que saiba que ninguém vai entrar, crie um clima, deixe tudo mais escurinho, ouça uma música que te instigue – há diversos recursos que podem te relaxar. Em relação ao fator virgindade, minha dica é que você não faça penetração para não ficar insegura com a possibilidade de rompimento do hímen.

Pode introduzir o dedo sendo virgem?

É possível introduzir o dedo na masturbação sendo virgem, mas talvez você não se sinta tão confortável com isso justamente porque a virgindade está ligada com a penetração e o rompimento do hímen socialmente. Quer dizer que se eu colocar o dedo vai romper o hímen? Não necessariamente.

Como sexóloga aqui da Dona Coelha, posso te explicar melhor:

Na verdade, o hímen é elástico e, em alguns casos, já tem um ou mais buraquinhos, assim, não se rompe de forma tão fácil, como com a introdução do dedo. Mas não é impossível, tá? Só é bem difícil.

Viu só? O mais importante é fazer aquilo que te deixa confortável.

O que acontece após se masturbar?

Muito relaxamento, sensação de prazer, pode até resultar em orgasmo. A masturbação é uma forma de ter prazer principalmente sozinha, mas, além disso, pode te ajudar a se conhecer, saber mais do seu corpo e dos seus desejos, o que ajuda muito quando você se relacionar com outra pessoa, caso queira.

E não se preocupe, ninguém vai conseguir saber que você se masturbou, como comentei lá em cima, não dá para saber se alguém é virgem ou não, porque o corpo não mostra isso. Então, não precisa encanar com a opinião alheia, tá bom?

Mas não para por aí, sabia que tocar uma siririca antes de dormir é super indicado para dormir bem? Isso mesmo, a masturbação pode te gerar um relaxamento que ajuda a ter um sono de qualidade. Quer saber mais? Então corre ler o nosso conteúdo sobre os benefícios da masturbação para aproveitar tudo que ela pode te proporcionar. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

usamos cookies melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.