O que fazer quando broxar dona coelha

Broxei na hora H… E agora? Saiba o que fazer!

Está quase chegando na hora da penetração, momento tão almejado no sexo, e você percebe: “broxei”! Nessa hora, bate um desespero misturado com vergonha, que juntos com a insegurança, acabam de vez com esse momento de prazer.

Todo cara como eu, hétero cisgênero, já passou ou vai passar por isso – e é bem provável que quase todos vão dar uma desestabilizada com a situação, afinal, “fere a nossa masculinidade”. Acontece, também, que os parceiros ou as parceiras não saibam como reagir quando passamos por isso, aí já viu… não há quem levante o guerreiro.

Mas, apesar de a disfunção parecer um bicho de sete cabeças e o maior pesadelo dos caras por aí, saiba que ela é mais natural e comum do que você possa imaginar e passar por isso não te faz menos homem.

Quer saber quais são as possíveis causas de ter broxado, o que fazer para recuperar a ereção, possíveis tratamentos e quando procurar um médico? Então, continue acompanhando o post, pois hoje, eu, marido da Dona Coelha, vou te contar tudo sobre esse assunto polêmico.

Por que eu broxei? Entenda as possíveis causa da queda

Por que causas broxar dona coelha

Quando o pênis falha durante o sexo, muitas pessoas relacionam isso a uma falta de habilidade na performance sexual, mas a impotência sexual pode estar relacionada a diversos fatores, que você pode controlar ou não.

  • Fatores físicos

Algumas pessoas passam pela impotência sexual devido a fatores biológicos ou fisiológicos, os quais podem trazer outras consequências negativas ao organismo como um todo, além da temida brochada.

Problemas na circulação sanguínea são uns dos possíveis agentes, assim como doenças nervosas e cirurgias na área pélvica. Doenças como diabetes, insuficiência renal e hipertensão também podem ocasionar a queda do pênis antes da hora.

Outra possível causa é o desequilíbrio hormonal, como a queda dos níveis de testosterona no organismo, o que é mais comum com o passar da idade. Algumas coisas que ingerimos também contribuem para isso: álcool, tabaco, gorduras (alto colesterol) e até alguns medicamentos.

Por isso, é sempre importante manter a rotina de exames em dia, assim, é possível controlar os fatores que podem ocasionar na falha durante o sexo, bem como em outros problemas ainda mais graves.

Mas, antes de se preocupar com isso, saiba que a impotência sexual pode ser resultado de outros fatores, tão importantes quanto os físicos, mas, em alguns casos, mais fáceis de serem contornados. Continue lendo!

  • Fatores psicológicos

Você sabia que muitos problemas que acontecem na cama, tanto com homens quanto com mulheres, estão relacionados a aspectos psicológicos? Pois é, a mente controla tudo no nosso corpo, inclusive as genitálias.

Quem lida com depressão, ansiedade, cansaço e estresse corre riscos de brochar, visto que os pensamentos estressantes e ansiosos podem surgir durante a transa e, ao invés de focar em ter prazer, acabam pensando coisas ruins.

A pressão social que existe sobre o homem também afeta muito nossa performance, de forma consciente ou não. Como aprendemos que temos que ficar com o pênis ereto por bastante tempo, aguentar muito sexo e não podemos broxar de jeito nenhum, esses pensamentos voltam à mente durante a relação e o resultado é só um: “broxei”!

Esse é mais um dos resultados da masculinidade tóxica sobre a nossa qualidade de vida. Não sabe o que é isso? Então, leia mais aqui no nosso blog e saiba como se livrar disso pode fazer muita diferença na sua vida!

Baixa autoestima, problemas de identidade ou (des)orientação sexual também interferem diretamente na sua (não) ereção. Se você estiver num processo de descoberta de seus gostos e de quem é, é possível que se sinta desconfortável durante a relação, pois pode estar passando por isso com as pessoas “erradas”.

Submeter-se a práticas que não curte também pode te fazer broxar, afinal, você não vai ter aquele tesão todo e se sentir inseguro. Por isso, é essencial que você e seus parceiros ou suas parceiras estejam de acordo sobre o que rola ou não, assim, ninguém de frustra.

Como não broxar: dicas para manter a barraca armada!

Como evitar broxar dona coelha

Se você já passou por essa experiência, com certeza, quer evitá-la ao máximo, fazendo o que estiver ao seu alcance, não é? Pois bem… saiba que não será preciso fazer nada mirabolante, as dicas que preparei são fáceis, práticas e efetivas!

1. Inspira… expira… de novo!

A primeira coisa a se fazer quando broxar, com certeza, é manter a calma. Isso porque, se você se desesperar, ficar nervoso ou inseguro, acaba produzindo mais adrenalina, que diminui a oxigenação nas correntes sanguíneas e a dilatação dos vasos, consequentemente, tchau, tchau ereção.

Então, se perceber que seu pênis está ficando mole, mantenha a calma, respire e garanta que o fluxo de oxigênio mantenha-se estável, garantindo mais chances de recuperar a ereção.

2. Sem pressa, você não tá numa maratona

Vocês estão naquela penetração frenética e rápida, super animados, mas você sentiu que está começando a broxar?! Calma, acelerar não é a melhor solução, acredite! Isso só faria com que o pênis falhasse ainda mais rapidamente.

O segredo é desacelerar, focar nos detalhes da outra pessoa que te excitam e colocar a dica 1 em prática: oxigenação, para a cabeça de cima e a de baixo.

3. Invista nas preliminares – de verdade!

Quanto mais estímulos vocês dois fizerem, maior será a excitação e o prazer. Por isso, investir nas preliminares faz toda a diferença para que o pênis fique ereto durante toda a transa.

Mantenha essa estimulação constantemente antes de chegar à penetração. Capriche no sexo oral enquanto se masturba; para quem curte um dirty talk, vale pedir para o parceiro ou a parceira caprichar nas frases de sexo.

Usar produtinhos também pode deixar tudo mais interessante, tanto em você quanto no outro. Bons lubrificantes fazem toda a diferença e os anéis penianos podem ser uma verdadeira mão na roda para manter ereções mais prolongadas.

4. Foque no prazer, esqueça os problemas

O sexo deve ser uma fonte de prazer para todos que se dispõem a isso, então, tenha isso em mente durante a relação – e apenas isso! Nada de se preocupar com problemas externos ou ficar pensando que pode broxar – senão, a brochada vem mesmo.

Por isso, é essencial manter uma relação aberta, sincera e empática com a pessoa que está contigo. Assim, vocês conseguem se ajudar, caso algo dê errado e o pênis comece a falhar. 

Caso bata aquela insegurança ou medo, tente desviar os pensamentos para o momento e às sensações que está tendo no agora. Olhe, escute, toque e sinta todo o prazer que esse momento está te trazendo e pode trazer.

Caso persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado!

Agora que você sabe as possíveis causas de não conseguir manter o pênis duro durante a relação – e que isso é normal –, é importante ressaltar que brochar de vez em quando não significa que você tenha uma disfunção erétil. Isso só acontece quando você não consegue manter a ereção em 50% a 75% das relações.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 30% dos homens em todo o mundo sofre de algum grau de impotência sexual – só no Brasil, são mais de 25 milhões de caras.

Então, se esse for o seu caso, é essencial que você busque um urologista, médico especialista na saúde sexual masculina. Esses profissionais tratam várias outras disfunções no âmbito sexual, como perda de libido, ejaculação precoce ou retardada, entre outros.

Ah, alguns desses problemas já foram temas aqui no blog da Dona Coelha também. Que tal conferir como demorar para gozar? São dicas fáceis também!

Agora que já conhece nossas dicas, na próxima vez que pensar “broxei”, você já vai saber o que fazer e como lidar com a situação, certo? Ficou com alguma dúvida ou tem outra dica para resolver o problema? Conte para nós nos comentários! Nos vemos no próximo post!

20 comentários sobre “Broxei na hora H… E agora? Saiba o que fazer!

  1. Jhonata disse:

    Eu e minha noiva estamos juntos a muito tempo, e ela virgem e eu tbm, fomos tentar a primeira vez, nas preliminares tudo certo, ouve ereção normal, na hora da penetracao, tentamos e neo deu certo, e ai com isso broxei, tentamos varias vezes no mesmo dia e a mesma coisa, nas preliminares havia erecao normal, na hora na penetracao caia.

    • Renan da Dona Coelha disse:

      Oi Jhonata, por tudo o que você me contou aparentemente está ficando bem nervoso durante o sexo, e isso é normal.
      A primeira vez pode ser bastante difícil porque ficamos muito ansiosos.
      Você sempre pode procurar um médico Urologista para realizar exames e fazer um diagnóstico mais apropriado, mas no seu caso, eu tentaria ter a relação mais algumas vezes, até você se acostumar com o toque e a situação, quanto mais vezes você tentar, mais relaxado vai ficar até dar tudo certo :)

    • Dona Coelha disse:

      Oi Josenilton, primeiro de tudo vale tentar se acalmar e normalizar a situação. Isso acontece com todas as pessoas com pênis, embora poucos tem coragem de dizer sem sentir sua masculinidade ameaçada.
      Tem várias possibilidades que trazemos aqui no post que vão te ajudar. Você tentou alguma delas já?

  2. Juam Pedrosa disse:

    Comecei a namorar uma menina a Pouco tempo, a nossa intimidade tem avançado muito rápido, e meu penis sempre fica ereto antes da relação, nas preliminares, quando estou perto dela, quando penso nela… daí quando meu corpo percebe que vai haver a penetração, o penis simplismente broxa. E é algo que eu não entendo, porque meu penis está ereto todos os momentos, menos na hora da penetração.
    Vocês poderiam me ajudar, com alguma dica ou conselho?

    • Renan da Dona Coelha disse:

      Oi Juam,
      Tem várias dicas no post e acho que todas elas são interessantes. Aparentemente você está muito ansioso para ter sua relação sexual, então precisa buscar formas de se tranquilizar e deixar envolver sem o peso de ter uma performance incrível.
      Conversa com a sua parceria e não tenha medo de se mostar vulnerável, isso vai fazer bem para você e capaz que já te ajude em relação a ansiedade.

      Obrigado pela confiança do comentário, espero ter te ajudado :)

  3. Wagner disse:

    Sou casado a 18 anos com minha esposa ,nunca teve problema com ereção tenho 40 anos ,ela 35 . Nossa relação sempre foi de muito fogo na cama dos dois com passar do tempo foi sim esfriando ela não mim dava mais beijos calientes .
    Começou com alguns atitudes e comportamento estranho,acabei descobrindo um indício de traição por parte dela . Apartir desse dia começei a ficar com vários pensamentos voltada a nois dois, pensando até em separação.so que continuei a morar com ela ,agente dorme junto abraça só que percebi que meu libido está diminuindo a cada dia.A minha mulher mim procura formos pra cama aí na subiu o danado tentei de várias formas mas não funcionou.Que devo fazer mim ajuda .

    • Dona Coelha disse:

      Oi Wagner,
      Tem várias dicas aqui no post que com certeza podem te ajudar muito, você tentou alguma delas já?
      É normal que com o tempo no relacionamento o fogo da paixão baixe em pról de ter um relacionamento seguro e confortável. Isso não é necessariamente ruim, mas precisamos correr atrás de novidades e experimentar coisas novas no nosso relacionamento.
      O primeiro passo é conversar com a sua parceria e entender se ela sente da mesma forma, provavelmente sim. A partir daí vocês podem ir juntos encontrando formas diferentes de transformar sua relação :)

  4. HP disse:

    Ontem fui pra cama com minha esposa e na hora da penetração meu amigo amoleceu… No decorrer do dia eu já vinha nutrindo uma expectativa bem alta e preparando o terreno para nossa noite. Não foi a primeira vez que isso aconteceu. Também queria deixar claro que não sou um marido machista e até aceito um carinho em determinados lugares para apimentar a relação. Tenho 54 anos, vocês acham que devo procurar um especialista ou devo tentar seguir algumas dicas antes de procurar?

    • Renan da Dona Coelha disse:

      Oi HP,
      A maior parte do problemas habita o nosso psicológico, pode ser stress ou pressão para ter uma performance.
      Eu, com certeza, recomendaria testar algumas dicas aqui porque são fáceis e eficazes.

      Mas isso não descarta a consulta ao médico que pode te passar exames para verificar se está tudo bem com a parte fisiológica. Fazer um check-up é sempre positivo :)

  5. Igor Cardoso disse:

    Bom dia, sou um jovem de 25 anos e comecei a namorar uma garota que conheci a varios meses. Tenho percebido que nosso namoro vem avançando bastante no quesito intimidade mesmo com tao pouco tempo. Quando vamos nos beijar e logo depois partir para o amasso tenho ereção mas se passar muito tempo vai amolecendo. Ainda n chegamos na hora h, mas fico pensando se nessa hora poderia ocorrer isso tambem. Sera que isso pode ser alguma ansiedade de desempenho ? Pq sempre que estamos no amasso eu ate apalpo o penis, como se fosse pra conferir.
    Se vc querer acelerar alguma etapa do sexo, seja ate msm em uma masturbaçao que possa ocorrer pode afetar a erecao?
    Apesar disso, é uma garota muito tranquila, amorosa e continuou com as caricias normalmente. Trabalho muito pela semana tambem em serviço pesado, pode ser cansaço tbm? Oq posso fazer pra controlar isso?
    Nota: ja tive problemas com ereção no relacionamento anterior que tive, chegando ate a ir no urologista, mas n consegui resolver esse problema com ela.

    • Renan da Dona Coelha disse:

      Oi Igor, de fato você tomou duas iniciativas muito boas:
      1- Se consultou com médico especialista;
      2- Entende que o motivo não é simplesmente fisiológico e também pode ser psicológico.

      Como homem, posso te falar que existe muita pressão por conta do “desempenho esperado na cama”, carregamos este peso que é imposto pelo machismo e patriarcado, mas queria tentar te aliviar dizendo para não se preocupar com isso.
      Quanto mais preocupado você fica, só aumenta a ansiedade e fica mais difícil para você curtir o momento.

      Minha recomendação é marcar uma consulta com outro urologista e reforçar essa sua insegurança, pedindo para fazer exames.
      Caso estiver tudo bem corre atrás da terapia que com certeza vai te ajudar muito.

      Outra recomendação é você conversar com sua namorada e explicar o que está acontecendo, como você se sente. Se permitir ser vulnerável.
      Dessa forma caso no momento de intimidade você não consiga ter ereção, ela vai entender e vocês podem combinar outras formas de fazer sexo que não a penetração.

      Espero que minhas dicas te ajudem!
      Obrigado pela confiança =D

  6. André disse:

    Fui transar com meu namorado e fomos usar algemas e anel peniano e acabei broxando…depois broxei novamente, e nos dois dias seguintes aconteceu o mesmo. Moramos distante então vim pra minha casa e fico preocupado e com medo de que aconteça de novo. To sem vontade de me masturbar e dps de uma semana quando fui fazer, meu pênis nao ficou tão rígido como ficava e to mais nervoso ainda com isso. O que devo fzr?

    • Dona Coelha disse:

      Oi André,
      Aqui é o Renan de Paula te escrevendo!
      Sua preocupação é normal, muitos homens passam por isso.
      É verdade que nosso psicológico é o fator que mais influencia no momento íntimo, principalmente quando a questão é ter uma ereção.
      E o quanto mais você pensa sobre o assunto, mais ansioso e preocupado fica.
      Nós homens aprendemos que um bom sexo significa ter uma performance incrível. E geralmente a performance envolve ereção, transar muito tempo, gozar muitas vezes e ejacular em grande quantidade.

      Vou te contar uma coisa importante, nós aprendemos tudo errado!

      Sexo bom é aquele que os dois saem felizes, satisfeitos e até com gostinho de quero mais.
      Isso significa que sexo bom não precisa ter penetração, não precisa durar 5 horas, não precisa seguir um roteiro, nem mesmo precisa ser igual ao de outras referências que temos como as relatos de amigos e o pornô.

      Eu queria te sugerir da próxima vez que encontrar seu namorado e forem transar, mudar o ritmo das coisas e curtir cada carinho, beijo, toque, explorem os corpos um do outro.
      Dá para ter prazer de várias formas, inclusive vendo sua parceria se deliciando de prazer. Aliás, as algemas são ótimas para isso.

      Experimenta mudar o ritmo e dar para sua parceira um momento de prazer exclusivo. Tipo um voucher do prazer.
      Se curtir, fala que na próxima é a sua vez e ai você tira o peso de ter que performar na cama.

      Quando conseguir se afastar desse peso e ansidade vai ver que seu amigão vai estar pronto para diversão de novo!

      Espero ter te ajudado, obrigado pela confiança do comentário =D

  7. Giovani disse:

    Broxei com minha esposa várias vezes seguidas, e ela quer muito gozar já faz alguns dias… Oque eu faço?

    • Dona Coelha disse:

      Se joga no sextoys, os brinquedinhos eróticos são ótimos para ter mais opções na hora do sexo.
      Outra coisa também é não limitar o momento de intimidade de vocês a penetração. São várias formas possíveis de fazer sexo e em todas elas o orgasmo é possível. Com paciência e vontade você consegue ir longe!
      Conversem bastante sobre o assunto e se permitam experimentar coisas novas ;)

    • Jailson B Cavalcanti disse:

      Minha esposa faz um oral muito bom,fico com o pênis ereto mas as vezes quando vou na penetração ele fica mole . Não é sempre que isso acontece, mas quando acontece fico transtornado, abatido,preocupado e até angustiado. Ela tenta me confortar com palavras carinhosa e de compreensão, mas eu fico abatido do mesmo jeito. Oque faço?

      • Dona Coelha disse:

        Oi Jailson, você não está sozinho, muitos homens passam por isso também e tem vários motivos.
        De qualquer forma tem uma boa notícia, se você consegue ter uma ereção provavelmente não é um caso fisiológico, nesse caso precisa trabalhar a sua mente.
        Eu escuto relatos de muitos homens que tentam “performar” na cama, onde a ideia é ter a ereção mais dura, ficar mais tempo transando, gozar várias vez e em muita quantidade.
        Esse é o caso mais frequente, quando existe algum tipo de cobrança e o sexo que é um momento de intimidade e entrega vira um momento de “mostrar para o que veio” e exibir um modelo de masculinidade completamente desconectada da nossa vida real.

        Para tentar resolver isso, eu gastaria mais tempo com outros tipos de de sexo que não a penetração. Você pode fazer sua parceria ter muito prazer sem penetração!
        Experimente o gouinage façam muito sexo oral até encontrar a satisfação sem precisar da penetração. Provavelmente depois disso você vai voltar a ganhar confiança e conseguir manter a ereção sem problema.

        Em todo o caso se isso não resolver aconselho marcar uma consulta com médico urologista que vai poder avaliar melhor o seu caso e indicar qual seria a melhor opção de tratamento, inclusive indicando terapia com psicólogo que entendo possa te ajudar muito.

        Obrigada pela confiança da sua pergunta e espero ter conseguido te ajudar!

  8. Laercio pedro de lima disse:

    Conheci uma pessoa maravilhosa viuva fazia 7 meses q ela nao transava ai aconteceuo primeiro encontro mil maravilha segundo tbm o trceiro broxei o quarto tbm o quinto tbm e ai fui no urolojista me passou o cialis e nao resolveu nada agora nao sei o que fazer me ajuda ela ta precisando muito de mim e nao sei o q fazer …obg..

    • Dona Coelha disse:

      Oi Laercio, que bom que encontrou uma pessoa, mas é importante lembrar que ela não precisa de você para satisfazer seus desejos sexuais. Como eu sempre digo, cada um é responsável pelo próprio prazer.
      Pensando dessa forma o peso de fazer ela ter prazer diminui para você, não sinta esse peso porque você não é o responsável. Outra coisa, sexo e prazer não se limitam ao pênis e a penetração. Se você souber fazer um bom sexo oral, caprichar nos beijos e toques, isso é mais importante do que qualquer coisa.
      Agora sobre o remédio, melhor você voltar com o urologista e questionar ele. Em geral o maior problema dos homens com ereção é relacionado com a mente e não com o pênis.
      Tem várias formas de você dar prazer para ela e ter prazer também, mas depende de você se sentir livre das amarras do machismo para se permitir :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dona coelha e os cookies: usamos cookies para melhorar a experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.