aplicativos gay como usar dona coelha

Apps gays: tudo o que você precisa saber para chegar chegando!

Em tempos de internet, os apps gays têm sido uma baita mão na roda para os que estão cansados do Tinder e procuram uma coisa mais direta – ou para os que ainda querem encontrar O boy, só que em um ambiente especificamente voltado para a comunidade gay.

Como todo aplicativo desse tipo, os apps de relacionamento gay também funcionam sob suas próprias regrinhas, que novatos e experientes precisam seguir a fim de se dar bem com a paquera, a fast foda e, para os sortudos, o boy encantado.

Digamos que, nos melhores apps para gays, sai ganhando quem tiver o perfil mais interessante, o papo mais agradável, a nude mais suculenta… E como a Dona Coelha entende bem de relacionamentos, não poderíamos ficar por fora desse assunto!

Por esse motivo, para os que estão pensando em baixar um desses apps ou já possuem um perfil que está meio flopado, preparamos um guia completo para que você chegue chegando e dê uma reviravolta nessa situação.

Acompanhe a leitura e descubra as dicas fundamentais para criar um perfil, como manter uma conversa, qual o melhor app e, ainda por cima, um glossário completo com os símbolos mais utilizados e os seus significados! Olha só:

Iniciando os trabalhos: qual o melhor app gay?

A decisão sobre qual app baixar depende de alguns fatores muito particulares e específicos, como o local em que você reside, o tipo de cara que você curte e o tipo de relação que você quer desenvolver.

No entanto, existem alguns aplicativos que se destacam neste cenário e se consolidaram como as opções mais procuradas pelos homens e queers do mundo todo. Vale lembrar que o Tinder ainda é o app de relacionamento mais baixado em geral, mas o nosso foco é falar sobre as opções especificamente voltadas para a comunidade LGBTQIA+.

Quer saber mais um pouquinho sobre cada um deles? A Dona Coelha te explica, chega mais:

1. Grindr: clássico em ascensão

Lançado em 2009, o Grindr é a rede social mais antiga voltada para o público gay, bi, trans e queer e tem se tornado uma das redes sociais mais utilizadas no mundo todo, com cerca de 3,8 milhões de usuários ativos diariamente em 2019.

O app em si é super dinâmico e prático: nele, é possível estabelecer conversas em texto, áudio, vídeo e grupo com base na sua geolocalização e em filtros que você adiciona com base em suas preferências.

Além disso, a interface do aplicativo é fluida e leve e, em geral, é possível encontrar opções para todos os gostos, desde os mais amorzinhos até aqueles para fazer loucamente. Com base nisso, dá pra perceber que não é uma opção de toda má, não é mesmo?

2. Hornet: o primo gay do Instagram

Se você é viciado em instagram e procura uma rede social com características similares ao app de fotos queridinho do momento, então o Hornet é a opção mais adequada para você. Fundado em 2011, o Hornet (zangão, na tradução) é o app gay mais acessado do mundo, com mais de 25 milhões de usuários mundialmente.

Muita opção, né não? A interface do app também é leve e fluída e funciona de maneira muito semelhante ao insta: dá para postar fotos, mood do dia, criar perfis completos e, claro, dá para encontrar vários boys!

Embora a rede seja toda otimizada para a postagem de fotos e conteúdos, a putaria come solta nos chats do app – afinal, estamos falando de um app de relacionamentos, e todo bom relacionamento precisa de uma pitada de prazer!

3. Outros apps gays: quanto mais, melhor!

Embora sejam as opções preferidasentre os usuários, Grindr e Hornet não são os únicos apps gays disponíveis na loja de aplicativos. Inclusive, existem apps muito específicos para quem gosta dos bears (ursos, ou homens grandes), como o Growlr.

Para as sedentas por um daddy, existem apps como o DaddyHunt, nos quais é possível localizar uma série de perfis de homens que seguem o biotipo e que fazem muito sucesso – afinal, em se tratando de sexualidade, a lista de preferências é grande e variada.

No fim das contas, você, iniciante, pode fazer uma boa pesquisa na loja de aplicativos do seu celular e conferir a avaliação de cada um dos inúmeros outros apps da categoria. Quem sabe você não encontra um que atenda exatamente às suas expectativas?

Aqui na Dona Coelha o lema é sempre experimentar, seja com coisas novas ou reinventando as antigas, o importante é manter a libido sempre em dia! Porque gozar é bom e a gente gosta!

Criando o perfil: dicas para novos (e antigos) usuários

Agora que você já se decidiu por qual app gay utilizar, hora de criar o perfil! Para garantir o sucesso e chegar com tudo no universo da paquera gay, é importante se atentar a algumas diquinhas básicas para otimizar o profile e conquistar muitos crushes:

Forneça informações suficientes

O primeiro contato entre você e o boy em potencial é pelo seu perfil no app e, por esse motivo, é essencial que ele forneça o mínimo de informações para que possa surgir a faísca do interesse.

Todos os apps de relacionamento gay fornecem opções de preenchimento super completas, que podem incluir: altura, peso, porte físico, tribo (twink, nerd, bear, daddy etc), posição preferida (ativo, passivo, versátil, gouinie etc), uma breve descrição sobre você e seus interesses pessoais.

Busque preencher as informações que você sente-se confortável em fornecer, mas lembre-se que, pelo menos, uma descrição descontraída sobre suas intenções no app já podem ser diferenciais.

Escolha bem a(s) foto(s) de perfil

fotos aplicativos gay dona coelha

Quer mostrar o corpo? Mostre! E o rosto? Também! As fotos de perfil são, sem dúvidas, os principais elementos responsáveis pelo seu sucesso no empreendimento dos apps de paquera gay. Então, capriche na escolha: pegue aquela foto em que você esteja se achando gatíssimo e arrase!

Cá entre nós, a dica da Dona Coelha é dar preferência às fotos em que o rosto aparece – para evitar pagar de “mula-sem-cabeça” e flopar entre os boys. Caso você não se sinta confortável, experimente enviar uma fotinha de rosto assim que o boy solicitar no chat – mas tenha em mente que algumas rejeições podem vir por conta disso. E tá tudo bem!

Ah! Outra coisa importante: nada de nudez explícita nas fotos de perfil. A maioria dos apps não permite nudez explícitas nas fotos de perfil, portanto, deixe as nudes separadas para os momentos certos.

Aliás, quer aprender a tirar aquela nude impactante? Temos um post todinho sobre esse assunto, aproveite! Escorreu uma lágrima, só não disse onde…

Hora da interação: não tenha medo de ir à luta!

Se você já seguiu todo esse processo dentro do app, chegou o grande momento: a hora de interagir com o pessoal. Como a especialista em relacionamentos e prazer que é, a Dona Coelha logo adverte: não tenha medo de chegar em quem te interessar!

O interessante dos apps gays é que eles possuem ferramentas muito úteis para os que talvez ainda estejam tímidos: o famoso tap. Sabe a cutucada do Facebook? Então, na maioria desses aplicativos, você pode se utilizar dessa função para chamar a atenção do @.

Aqui, o tipo de interação que você vai ter depende muito de quais são as suas intenções no aplicativo – e se você as deixou claras em seu perfil. Se o seu negócio é o bang bang, a chamada fast foda, então não tem muito o que dizer: vai com tudo, se joga!

E, claro, vale sempre lembrar: sexo seguro, SEMPRE. A sua saúde importa mais, okay? Além disso, fuja das ciladas e perfis suspeitos, lugares de encontro afastados ou isolados e, claro, sempre avise para alguém de sua confiança para onde esteja indo.

Caso você queira algo mais amorzinho ou até mesmo fazer amizades, deixe bem claro à pessoa com quem você esteja conversando – é o famoso “só tô dando uma olhadinha”. Em alguma dessas olhadinhas pode ser que surja algo muito interessante!

Porém, para os que procuram relacionamento sério ou o boy dos sonhos, a vivência nos apps de pegação gay pode ser um pouco mais turbulenta, visto que a grande maioria dos usuários estão à procura de sexo.

Então, esteja preparado para receber perguntas como: “Curte o que?”, “Tem local?”, “Ativo ou passivo?” ou uma bela nude despudorada antes mesmo do “Oi”. Mas, com um pouco de persistência, é possível chegar lá.

Pequeno glossário da linguagem dos apps 😈

Por fim, para finalizar o nosso guia completo para novos e antigos usuários dos apps gays, a Dona Coelha preparou um pequeno glossário dos emojis mais utilizados no contextos desses aplicativos e seus significados mais comuns. Preparado? Vamos lá:

🍑 ou ⬇: passivo (parceiro receptivo);

🍆 ou ⬆: ativo;

🍆 e 🍑 : versátil (a ordem dos emojis identifica caso haja a preferência por uma posição específica;

✊ e 💦: mão amiga (masturbação conjunta);

🍆 e 💦: bareback (sexo sem camisinha);

✊✊: fisting;

🍁: utilizar ou transar sob o efeito de cannabis;

🍭, 🍄 ou 🍬: utilizar ou transar sob o efeito de drogas sintéticas;

⚡: pode ter dois significados: raiar, ou seja, utilizar cocaína ou tekar, que significa transar sob o efeito da substância;

🌈: queer, pessoa efeminada ou simplesmente emoji decorativo.

significado emoji aplicativos gays dona coelha

E então, preparado para arrasar nos apps de relacionamento gays? Se gostou do conteúdo desse post, que tal ler também sobre as zonas erógenas e descobrir como ter prazer dos pés à cabeça?

Siga a Dona Coelha nas redes sociais e acompanhe o nosso blog para receber mais conteúdos incríveis sobre o universo do sexo e da sexualidade – toda semana tem coisa nova! Boa sorte e até a próxima!

Receba nossos emails

CADASTRAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu cadastro garante que será a primeira(o) a receber as ofertas de Black Friday.

Receba nossos emails

CADASTRAR
Descontos de Valentine's Day
Seu cadastro garante que será a primeira(o) a receber as ofertas do Valentine's Day.
Coletamos dados para melhorar o desempenho e segurança do site, além de personalizar conteúdo para você, confira nossa Política de Privacidade.